quinta-feira, 22 de março de 2012

Embraer espera definição da USAF para decidir se participa novamente da competição LAS


  Nessa quarta-feira, a Embraer divulgou a informação que aguarda como serão as novas exigências da competição LAS (Light Air Support) da Força Aérea dos EUA para então decidir se vai participar novamente com sua aeronaves Super Tucano.

O vice-presidente executivo de Finanças e de Relações com Investidores da Embraer, Paulo Penido, durante uma teleconferência com jornalistas, disse que a decisão tomada “vai depender das condições da nova concorrência”, e que a Embraer vai então avaliar se tem condições de participar, mas acredita que sim.

“Vamos analisar se vamos ou não participar”, afirmou Penido. “Ainda é cedo para falar sobre próximo passo”.

A aeronave Super Tucano da Embraer foi escolhida no final de dezembro como a melhor proposta na competição LAS da Força Aérea dos EUA, para um contrato avaliado em US$ 355 milhões que iria fornecer 20 aeronaves para serem usadas no Afeganistão. Em fevereiro, depois da rival Hawker Beechcraft ter entrado na justiça contestando a licitação, a USAF cancelou a competição, alegando problemas na documentação da Embraer, mas que segundo Penido, ainda não foi totalmente esclarecido.

A Embraer participou da competição, em parceria com uma empresa norte americana, a Sierra Nevada, com a aeronave Super Tucano, que já teve até o momento 158 aeronaves entregues e foi comprovada em combate. A Hawker participa com uma aeronave ainda em desenvolvimento, o AT-6, que caso seja escolhido pela USAF, possivelmente não terá condições de ser entregue num prazo curto. Na exigência da competição cancelada, as aeronaves eram necessárias com urgência para o Afeganistão, e agora, com indícios de novas exigências, o tempo poderá ajudar a Hawker a desenvolver mais sua aeronave.

A Força Aérea dos EUA disse ter ainda interesse na aeronave Super Tucano, que foi amplamente testada e que passou por todos requisitos exigidos pelos militares dos EUA. Além disso, a aeronave de ataque leve Super Tucano será fabricada nos EUA, caso vença a competição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário