quarta-feira, 14 de março de 2012

Incidente de 2011 pode ter causado queda de avião em Nova Odessa!

Monomotor caiu no último sábado (10) e causou a morte de duas pessoas.
Problema mecânico pode ter surgido em acidente no hangar em novembro.



A Polícia Civil levantou nesta segunda-feira (12) uma terceira hipótese para o acidente do monomotor, que caiu em Nova Odessa, no interior de São Paulo, no último sábado (10) e matou duas pessoas. Para o delegado seccional de Americana, Paulo Fortunato, um incidente ocorrido, em novembro do ano passado, no hangar da aeronave, pode ter resultado em problemas mecânicos que seriam a causa da queda do avião.

Segundo o delegado, na ocasião, um jatinho deslocou a porta do hangar, enquanto acelerava, por causa da pressão do vento. A porta atingiu três aeronoves que estavam estacionadas, entre elas, a que sofreu o acidente no último sábado. Fortunato informou que espera que o laudo da perícia, que fica pronto em 30 dias, indique uma eventual relação entre as duas ocorrências.

“As linhas de investigação agora são três: falha humana, falha mecânica motivada pelo incidente do ano passado ou falha mecânica sem conexão com o incidente. Estamos investigando e a perícia deve esclarecer estas questões”, disse o delegado.

Durante a manhã, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que a aeronave era experimental e, portanto, não foi protocolada, nem testada pela agência.

O acidente

A aeronave foi encontrada próximo do quilômetro 116 da Rodovia Anhanguera, em um sítio próximo à divisa com a cidade de Americana. As vitimas são o empresário Silvio Gaspar, da empresa de aviação RV Brasil, de 62 anos; e o instrutor de voo Luiz Ricardo Pazini, de 27 anos. O monomotor estava em um voo de instrução e havia saído do Aeroclube de Americana.

A RV trabalha com a montagem de aeronaves experimentais não homologadas pela Anac. Segundo a agencia, aeronaves não homologadas não podem realizar voos, já que elas não passam por uma vistoria atestando que o equipamento é seguro para voar. Isso não significa, entretanto, que a empresa seja irregular, já que ele apenas montava as aeronaves.

Fonte: G1 - Foto: Reprodução EPTV

Nenhum comentário:

Postar um comentário