quinta-feira, 12 de abril de 2012

Acidente com aeronave MV-22 Osprey dos Fuzileiros Navais dos EUA durante exercício no Marrocos



 Uma aeronave MV-22 Osprey que havia partido do navio de assalto anfíbio USS Iwo Jima (LHD 7) caiu nessa quarta-feira, dia 11 de abril, durante um treinamento militar com militares marroquinos na área ao sudoeste de Agadir, Marrocos, ao participar do Exercício bilateral African Lion. Quatro membros do Corpo de Fuzileiros Navais estavam na aeronave no momento do acidente, deixando duas pessoas mortas em conseqüência dos ferimentos sofridos no acidente e outras duas pessoas gravemente feridas, que foram levadas para tratamento posterior a bordo da embarcação.

O MV-22 Osprey estava atribuído ao Esquadrão de Tiltrotores Médios dos Marines (VMM) 261 baseado no Estação Aérea dos Marine Corps (MCAS) de New River, NC. O Grupo de Prontidão Anfíbio Iwo Jima (ARG) embarcou com a 24ª Unidade Expedicionária de Fuzileiros Navais (MEU) para participar do African Lion. O exercício anual está programado para ser realizado entre os dias 08 e 17 abril de 2012, numa área de treinamento militar designada a sudoeste de Agadir, Marrocos, informou o capitão Kevin Schultz, porta-voz da Marinha no Pentágono, em Washington.

O exercício de 10 dias envolve 1.000 fuzileiros navais norte-americanas, além de 200 soldados, marinheiros e aviadores. Eles estavam realizando manobras com cerca de 900 soldados marroquinos.

Segundo o site da Marinha dos EUA, o exercício está focado em praticamente todo tipo de operação, desde uso de armas de fogo combinadas e manobras militares, reabastecimento aéreo e entregas de suprimentos em postos de comando, e pós treinamento com armas não-letais.”

A unidade principal envolvida no exercício é a 14ª dos fuzileiros, um regimento de artilharia de reserva baseado em Fort Worth, Texas, mas inclui também membros da 24ª Unidade Expedicionária de Fuzileiros Navais baseado em Camp Lejeune, Carolina do Norte.

O objetivo do exercício é treinar as forças dos dois países para trabalharem juntos.

Outras informações sobre o acidente estava sendo mantidas em sigilo até que os parentes mais próximos dos dois fuzileiros mortos e dos dois feridos fossem notificados, disse Rodney Ford, porta-voz da Embaixada dos EUA em Rabat

Nenhum comentário:

Postar um comentário