segunda-feira, 9 de abril de 2012

Boeing e Embraer assinam acordo para ampla cooperação, visando beneficiar clientes e apoiar o crescimento da indústria


“A Embraer tem um claro compromisso com a inovação lato sensu, bem como com a segurança e a eficiência na aviação”, disse Curado. “Tenho certeza que a colaboração com a Boeing em assuntos de ponta será benéfica para a indústria e estreitará as relações entre o Brasil e os EUA”.

O anúncio da Embraer e da Boeing foi feito no mesmo dia em que foi assinado um Memorando de Entendimento para Parceria em Aviação entre os governos brasileiro e norte-americano, que visa expandir e aprofundar a cooperação entre os dois países na aviação civil, por meio do estreitamento da comunicação entre agências governamentais e aumento da cooperação e iniciativas do setor privado, criando parcerias econômicas e promovendo investimentos.

A Boeing e a Embraer já possuem outros acordos de cooperação. Em julho de 2011, as empresas anunciaram planos para financiarem uma análise de oportunidades para a produção de combustível sustentável para a aviação, a partir da cana-de-açúcar. Em março de 2012, a Boeing, a Embraer e a Airbus anunciaram um memorando de entendimento para o desenvolvimento conjunto de biocombustíveis para a aviação com custos econômicos acessíveis e desempenho equivalente aos de origem fóssil.

A Embraer está presente nos EUA há mais de três décadas e no ano passado iniciou atividades de produção em sua unidade em Melbourne, Flórida, onde atualmente realiza a montagem de jatos executivos. Recentemente, a Embraer anunciou a criação do Centro de Tecnologia e Engenharia Embraer EUA para conduzir atividades de pesquisa e desenvolvimento de produtos e tecnologia para todas as suas linhas de negócios.

A Boeing tem uma forte e histórica parceria com o Brasil que se iniciou há 80 anos, com a entrega de 14 caças F4B-4 ao governo brasileiro em 1932. A empresa também é uma tradicional fornecedora de aeronaves comerciais para companhias aéreas brasileiras. Em outubro de 2011, a Boeing abriu sua sede Brasil em São Paulo e em dezembro, informou que estabeleceu parceria com a Comissão Fulbright Brasil-EUA para financiar o intercâmbio de 14 estudantes brasileiros de engenharia aeronáutica e aeroespacial, através do programa “Ciência Sem Fronteiras”. Semana passada, a empresa anunciou que abrirá o Boeing Research & Technology-Brazil para desenvolver tecnologias aeroespaciais com cientistas e pesquisadores brasileiros.

O objetivo do Fórum Brasil-EUA de CEO é fornecer recomendações conjuntas aos dois governos para fortalecer a relação econômica Brasil-EUA. Esta é a sétima edição do evento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário