quinta-feira, 19 de abril de 2012

F-35s de Israel vão poder levar mísseis israelenses


Os caças Lockheed Martin F-35 da Força Aérea de Israel poderão ser armados com uma mistura de armas e sistemas fabricados nos EUA e Israel, conforme confirmaram fontes.

“Pelo menos um sistema de armas principal” para os F-35A da nação será de origem israelense, disseram no dia 17 de abril fontes relacionadas com a questão. A força aérea israelense já havia manifestado seu desejo de equipar o modelo com uma nova geração de mísseis ar-ar desenvolvimento no país.

Um candidato potencial é da empresa Rafael. A empresa já está trabalhando no “Stunner”, um novo míssil como parte do foguete interceptor “David’s Sling”, que está sendo desenvolvido em cooperação com a Raytheon. O mesmo tipo podem também ser adaptado ser utilizado como uma arma ar-ar.

A entrega do primeiro lote de cerca de 20 caças F-35 para a Força Aérea israelense é aguardado para o começo de 2017. As negociações sobre um outro contrato de 20-25 aeronaves adicionais está prevista para começar no próximo ano.

Enquanto o primeiro lote de aeronaves vai receber o sistema integrado de guerra eletrônica que será fornecida através do programa Joint Strike Fighter da Lockheed, espera-se que este seja mais tarde “reforçado” por unidades adicionais desenvolvidos em Israel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário