sábado, 14 de abril de 2012

Força Aérea dos EUA espera novo contrato de aviões de ataque leve para 2013


A Força Aérea dos Estados Unidos disse nesta sexta-feira que emitirá na semana que vem um rascunho das regras revisadas para a disputa pelo contrato de fornecimento de 20 aeronaves leves de ataque para o Afeganistão, com o objetivo de escolher a empresa vencedora no início de 2013. A Força Aérea informou ainda que vai convocar a fabricante brasileira de aeronaves Embraer e a americana Hawker Beechcraft para a nova licitação.

As notícias surgem enquanto uma investigação interna da Força Aérea descobriu que a concessão de um contrato valorado em US$ 355 milhões, que foi concedido e abruptamente cancelado no final de fevereiro, foi decidida sem seguir o processo apropriado, disse uma fonte à Reuters.
Oficiais da Força Aérea disseram a funcionários do Congresso nesta sexta-feira que a equipe de aquisição que concedeu o contrato à Sierra Nevada e à brasileira Embraer era inexperiente e não aderiu ao processo de aquisição, disse a fonte.

A Força Aérea disse que nomeou uma nova e melhor qualificada equipe de seleção para avaliar novas propostas enviadas pelas empresas, de acordo com a fonte, que não tem autorização de falar publicamente. Citando as autoridades, a fonte disse que a investigação não havia identificado má-conduta voluntária entre os funcionários do governo envolvidos.

Oficiais da Força Aérea descreveram o incidente como vergonhoso e desanimador após anos de esforços para melhorar os procedimentos de aquisição e reconstruir a reputação do serviço após uma série de decisões deficientes relativas a contratos ao longo da última década.

O serviço disse em nota nesta sexta-feira que emitirá em 17 abril uma versão preliminar de emendas às regras anteriores de competição e informará as empresas no mesmo dia. As mudanças definirão "mais claramente os critérios de avaliação e tornarão mais eficiente o processo de tomada de decisões", disse.
As empresas terão até 24 de abril para responder, com as regras finais sendo emitidas em 30 de abril.

Isso permitirá uma concessão de contrato no início de 2013, com as primeiras entregas de aeronaves ao Afeganistão atrasadas para o terceiro trimestre de 2014, cerca de 15 meses mais tarde do que o inicialmente planejado, disse a Força Aérea em nota.

O serviço disse que havia completado a primeira frase de uma investigação liderada por um comandante na semana passada, mas não deu detalhes já que a competição deve continuar.
A Força Aérea disse que quaisquer ações com o fim de responsabilizar indivíduos específicos por conduta inapropriada relativa a decisões de contrato serão tomadas nos próximos meses. O órgão não deu mais detalhes.

Segundo o serviço, uma segunda fase das investigações estão sendo realizadas, com investigadores revisando duas seleções do Air Force Material Command e 'do Space and Missile Center do Air Force Space Command "para avaliar a qualidade e consistência dos procedimentos de seleção de fonte implementados em outros sistemas de aquisição das Forças Aéreas".

Fonte: TERRA
Com informações da AFP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário