quarta-feira, 16 de maio de 2012

Aeronave não tripulada X-47B próxima do primeiro voo em Patuxent River


Nos últimos meses, o pessoal da Estação Naval de Patuxent River, em Maryland, tem notado uma nova aeronave projetada sem cauda realizando testes de pista – o demonstrador do Sistema Aéreo Não Tripulado de Combate X-47B (UCAS-D) que se prepara para seu primeiro voo na nova base de testes.

“Este verão será cheio de atividades enquanto as equipes se preparam para o primeiro vôo do X-47B em Patuxent River e para chegada do segundo veículo aéreo X-47B da Base Aérea de Edwards, na Califórnia,” disse Matt Funk, engenheiro de teste líder do X-47B. “Nos próximos meses, você pode esperar para ver o X-47B voando sobre a base e área circundante ao longo da Baía de Chesapeake.”

O X-47B é o primeiro veículo não tripulado projetado para decolar e pousar em um porta-aviões. Como parte da demonstração do programa, o X-47B irá realizar pousos catrapos e decolagens com catapulta a partir de Pax para validar a sua capacidade de efetuar aproximações de precisão nos porta-aviões. A base é apenas um dos poucos locais no mundo onde a Marinha pode executar testes de desempenho em catapultas como se fosse num porta-aviões, mas numa instalação em terra, e com os recursos de teste de voo e de engenharia de apoio que não estão disponíveis num navio.

“O teste em Pax River é um componente crítico do programa de demonstração enquanto nós lançamos uma nova tecnologia de um sistema aéreo não tripulado baseado em porta-aviões”, disse o capitão Jaime Engdahl, gerente de programas UCAS junto a Marinha. “A equipe de teste integrado (ITT), sob a liderança dos esquadrões AIR-5.0 [Teste e Avaliação] e VX-23 [Esquadrão Aéreo de Teste e Avaliação 23], são membros importantes da equipe do programa UCAS da Marinha que vão fazer este programa ser um sucesso.”

Desde a chegada do primeiro X-47B no final de 2011, a ITT UCAS-D vem prepararando a aeronave para o vôo inicial em Pax River. Recentemente, os testes de táxi do X-47B foram realizados para validar a confiabilidade global do sistema. A equipe também realizou testes para determinar a capacidade da aeronave de enganchar num cabo de parada num porta-aviões.

Como uma aeronave tripulada, o veículo aéreo está previsto para começar as seis semanas de testes de vulnerabilidade eletrônica no Centro Naval de Rádio Eletromagnético (NERF). Este teste verifica que não há perturbação elétrica, sinal, ou questões relativas a emissões que causam uma reação indesejada ou mau funcionamento de um subsistema ou componente.

Depois de completar os testes padrões no solo e de verificações de seus sistemas, o programa prevê vários marcos importantes em Pax que começam com o primeiro vôo.

“Estamos todos entusiasmados por ter um avião novo e inovador aqui como parte de nosso programa de testes, mas como sempre a Marinha coloca segurança em primeiro lugar”, disse Engdahl.

Funk acrescentou que, enquanto o design e o projeto dos X-47B são únicos e atraentes, é fundamental que os espectadores sigam a política da base e mantenha uma distância segura da linha de vôo durante todas as operações de táxi e de voo do X-47B.

Engdahl é otimista sobre o programa planejado de testes de vôo, incluindo as aeronaves F/A-18 e King Air de testes de sistemas e o X-47B.

“O programa está progredindo bem na preparação para testes de lançamento da catapulta e pousos catrapos em terra, levando finalmente à nossa demonstração final num porta-aviões em 2013″, disse Engdahl.

Nenhum comentário:

Postar um comentário