sábado, 19 de maio de 2012

Hawk para Arábia Saudita poderá incluir aeronaves Pilatus PC-21 Também!


A Real Força Aérea da Arábia Saudita pretende comprar 55 Pilatus PC-21 para servir como aeronaves de treinamento avançado aos piloto, como parte de um amplo acordo em negociação com a BAE Systems, que inclui retomar a produção dos treinadores a jato Hawk T128/T2, de acordo com fontes familiarizadas com a transação.

A ordem Saudita para os aviões de treinamento PC-21 e Hawk deverá ser confirmado em menos de dois meses, com a BAE servindo como contratante principal para ambos os negócios, dizem as fontes. A BAE se recusa a comentar sobre quaisquer potenciais novos negócios de aviões sauditas. Tal acordo preservaria a aderência dos dois modelos nos requisitos de formação de pilotos para a força aérea saudita num momento crítico para os programas de ambas as aeronaves.

A Pilatus precisa logo de uma nova encomenda para continuar a produção do PC-21, depois de completar as entregas para as forças aéreas dos Emirados Árabes Unidos e Suíça. A BAE também propôs oferecer os PC 21s para o Ministério da Defesa britânico através do programa do sistema militar de treinamento de vôo (MFTS). Enquanto isso, a BAE precisa de uma nova ordem para reiniciar a produção das aeronaves Hawk, com potencial acompanhamento de pedidos do treinador para a Força Aérea dos EUA e Polônia.

A Real Força Aérea Saudita continua operando 47 aviões PC-9s entregues pela BAE, como parte de um pacote com jatos Hawks de uma encomenda feita por Yamamah Al em meados dos anos 1980. O estoque atual da Força Aérea também inclui 29 jatos Hawk 65/65As entregues no âmbito do mesmo programa.

Fonte: FlightGlobal

Nenhum comentário:

Postar um comentário