segunda-feira, 18 de junho de 2012

Embraer recebe certificado de produção para a unidade de Melbourne, nos EUA


Em cerimônia realizada hoje nos Estados Unidos, a Embraer recebeu da Federal Aviation Administration (FAA) o Certificado de Produção para montagem do Phenom 100 na unidade de aviação executiva em Melbourne, no Estado da Flórida. Até recentemente, os jatos montados em Melbourne recebiam a mesma certificação dos modelos produzidos no Brasil.

“Este é mais um passo significativo para a Embraer e o ápice de uma série de conquistas realizadas desde o ano passado”, disse Ernest Edwards, Presidente da Embraer – Aviação Executiva. “Inauguramos a fábrica há pouco mais de um ano, entregamos o primeiro Phenom 100 produzido nos Estados Unidos em dezembro e a primeira aeronave montada nesta unidade destinada a um cliente internacional em março.”

O certificado é a coroação de quatro anos de trabalho de uma equipe dedicada de profissionais da Embraer e da FAA, tanto no Manufacturing Inspection District Office (MIDO), da autoridade americana, em Orlando, como em seu Small Aircraft Directorate, em Kansas City, que inspeciona e certifica fabricantes para produzir aeronaves de acordo com especificações aprovadas pela FAA.

“O certificado de produção é um atestado do empenho de uma equipe”, disse Phil Krull, Diretor de Produção da Embraer – Aviação Executiva, em Melbourne. “Estamos orgulhosos desta unidade, que combina pessoal altamente capacitado com técnicas de produção avançadas. Melbourne é a primeira linha de montagem ‘paper-less’ da Embraer, com um processo mais enxuto, limpo e rápido. Nossos funcionários estão comprovando esses conceitos e inovando. A certificação da FAA é o reconhecimento disso.”

O Certificado de Produção é uma aprovação sob o 14 Code of Federal Regulation (CFR) Part 21, sendo administrado pelo Small Aircraft Directorate. As equipes da Embraer e da FAA trabalharam em manuais de qualidade, procedimentos e auditorias de produtos, além de visitas a fornecedores internos e externos, para garantir que todos os aspectos da produção atendessem aos padrões mais elevados de qualidade e segurança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário