quarta-feira, 27 de junho de 2012

MBDA completa testes com mísseis Meteor e inicia em 2012 entrega das primeiras unidades


A MBDA está satisfeita com os resultados da sua recém-concluída campanha de disparos reais com os mísseis ar-ar BVRAAM (Beyond Visual-Range Air-to-Air Missile) Meteor, e vai entregar as suas primeiras unidades de produção antes do fim do ano, disse Andy Bradford, engenheiro chefe da empresa e chefe do projeto.

Três disparos com medidas de proteção eletrônicas foram realizados na faixa de testes de Aberporth, na costa oeste do País de Gales no início deste ano, com uma aeronave de testes Panavia Tornado F2, que resultou em impactos diretos num alvo teleguiado Selex Galileo Mirach, disse Bradford, apesar do uso de equipamentos de interferência e chaffs.

Ao todo, 21 mísseis Meteor equipados com equipamento de telemetria foram disparados durante uma campanha de desenvolvimento e teste realizada para o princiapl cliente no Reino Unido e as suas parceiras nações França, Alemanha, Itália, Espanha e Suécia.

“A campanha de disparo nos tem dado resultados muito bons, e um bom desempenho,” disse Bradford, na unidade da MBDA de Stevenage, Hertfordshire, no dia 26 de Junho. “O Meteor faz o que foi projetado para fazer.”

A MBDA irá entregar uma declaração de desempenho final para o escritório integrado do projeto conjunto Meteor no próximo mês, com Bradford dizendo que o projeto está compatível com a sua letalidade e os requisitos de desempenho cinemáticos. Espera-se que receba a aprovação final antes de terminar 2012, antes de começar as entregas de produção no quarto trimestre para o Reino Unido.

A empresa já entregou seis mísseis de treinamento de manuseio no solo do programa, e as peças para as primeiras unidades de produção estão agora sendo feitas na unidade de Lostock, em Lancashire. O trabalho de montagem final será concluída em Stevenage, numa linha capaz de completar a fabricação de até 20 mísseis por mês.

Todas as nações parceiras do Meteor já assinaram contratos de produção, com exceção da Alemanha. No entanto, Bradford diz que “as discussões estão muito avançadas, e esperamos estar com o contrato no final deste ano.” A MBDA também está recebendo um interesse significativo na concepção dos clientes potenciais de exportação, acrescenta.

A arma BVRAAM é provável que entra no uso operacional com o caça sueco Saab Gripen da Força Aérea da Suécia em 2014-2015, com os Eurofighter Typhoon da Real Força Aérea Britânica (RAF) em 2015-2016 e com oa caças Dassault Rafale da Força Aérea e Marinha da França a partir de 2018.

Fonte: Flight Global

Nenhum comentário:

Postar um comentário