sábado, 16 de junho de 2012

Noruega confirma pedido de suas duas primeiras unidades do F-35 Joint Strike Fighter


A Noruega oficialmente encomendou dois aviões Lockheed F-35 Joint Strike Fighter, e espera em breve confirmar o pedido para outros 50 jatos, num custo de aquisição total de US$ 10 bilhões.

O ministro da Defesa norueguês Espen Barth Eide disse que a decisão de avançar no programa veio depois que as autoridades norte-americanas confirmaram o seu apoio para integrar um míssil de ataque desenvolvido em conjunto pela empresa norueguesa Kongsberg Gruppen ASA para o avião F-35.

O míssil Joint Strike Missile (JSM) desenvolvido na Noruega, poderá ser lançado a partir do compartimento interno do caça, e a empresa norueguesa prevê um potencial mercado de até US$ 25 bilhões para o míssil.

As duas aeronaves autorizadas hoje devem ser acompanhadas de mais duas em 2016, e ficarão baseadas nos Estados Unidos no centro de treinamento comum entre os parceiros do programa JSF. Outras 48 aeronaves adicionais devem ser confirmadas, e entregues a partir de 2017, e serão baseadas na Estação Aérea de Orland, a principal base norueguesa, localizada no centro do país. A Noruega prevê criar uma pequena base operacional avançada em Evenes, no norte do país, atuando como cobertura de reação rápida.

A Noruega aceitou entrar no programa do Joint Strike Fighter em 2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário