sexta-feira, 13 de julho de 2012

AgustaWestland entrega para o exército britânico os dois primeiros helicópteros AW159 Wildcat


O secretário da Defesa do Reino Unido revelou hoje os primeiros de uma nova frota de helicópteros Wildcat que foram entregues, e confirmou um contrato de 250 milhões de libras para apoio das aeronaves. Os dois primeiros de 62 helicópteros AW159 Wildcat encomendados pelo Ministério de Defesa do Reino Unido foram entregues pela fabricante AgustaWestland durante o Farnborough International Airshow. A empresa baseada em Somerset está se beneficiando dos 250 milhões de libras de um contrato de apoio e treinamento que deve manter 500 postos de trabalho.

O Ministério de Defesa está comprando 34 helicópteros Wildcats para o Exército e 28 do modelo de ataque marítimo, que irão substituir a frota de Lynx operados pelo exército britânico (Army Air Corps) e pela frota naval britânica (Fleet Air Arm).

Os primeiros Wildcats a serem entregues ao Ministério de Defesa são helicópteros do Exército, que entrarão em serviço em 2014. Os primeiros Wildcats da Royal Navy deverão ser entregues para treinamemto ainda este ano, antes de entrar em serviço em 2015.

Os Wildcats do Exército vão ser utilizados principalmente no papel de reconhecimento, oferecendo proteção para os soldados no solo. A versão de ataque marítimo irá proteger a frota da marinha ao redor do mundo.

Ambas as variantes têm motores mais potentes do que o atual Lynx, permitindo que o Wildcat possa ser usado em operações durante todo o ano em todo as condições extremas. O Wildcat também tem uma fuselagem mais robusto para dar uma melhor proteção às tripulações.

As duas versões estão armadas com metralhadoras pesadas e de propósito geral e os helicópteros da Marinha também vão levar torpedos Sting Ray. Os pilotos do Exército e da Marinha vão usar alta tecnologia, graças a um cockpit com dislpays interativos com telas estado-da-arte no conceito glass.

O contrato de apoio e de treinamento de 250 milhões de libras para os Wildcat assinado com a AgustaWestland irá fornecer um centro de formação especializada na Estação Naval da Marinha Real em Yeovilton, onde os Wildcats vão ficar baseados, que incluirá simuladores de voo e uma grande variedade de outros equipamentos para treinar pilotos, tripulações no solo e engenheiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário