domingo, 29 de julho de 2012

Gripen NG mais caro do que esperado


As Forças Armadas da Suécia terão que de cortar bilhões de coroas suecas no próximo ano caso queiram pagar para colocar em produção o novo Gripen NG, de acordo com um relatório da emissora nacional da Suécia, a Sveriges Radio (SR).

Os militares em março apoiaram uma porposta anteriormente votada no Riksdag, de que a Suécia devia desenvolver até 10 jatos Gripen do modelo E/F.

Mas de acordo com a SR, o exército e o governo em maio receberam uma previsão de custo da empresa Saab Group Defense, um valor supostamente muito acima do que era esperado.

Em janeiro, a SR informou que o preço esperado do desenvolvimento do novo jato chegaria à aproximidade 32-33 bilhões de coroas (US$ 4,7-4,8 bilhões), mas este número tem aumentado significativamente desde então, de acordo com a emissora.

Isso coloca uma nova pressão sobre ao já curto orçamento de defesa das Forças Armadas da Suécia, que já tinham chegado à conclusão de que economias precisam ser feitas e que as decisões políticas sobre se futuros cortes adicionais ou novos investimentos do governo devem ser tomadas.

Várias fontes revelaram ao SR que os militares na segunda-feira estarão informando o governo que bilhões de coroas suecas devem ser cortados a partir do desenvolvimento de outros previstos sistemas de armas para 2013 e 2014, para ser capaz de apoiar o desenvolvimento do novo jato Gripen.

Ao mesmo tempo, o exército já fez vários alertas de que vários outros sistemas de armas estão precisando uma atualização urgente.

O Tenente-General Jan Salestrand das Forças Armadas da Suécia não estava disposto a divulgar quaisquer detalhes, mas disse a SR que está uma situação complicada.

“Uma atualização é necessária se queremos ter um sistema de força aérea para década de 2020 e além de 2030, para se igualar ao desenvolvimento no resto do mundo. Ao mesmo tempo, do ponto de vista militar, isso não pode ser feito a qualquer preço”, disse ele a emissora.

Fonte: The Local

Nenhum comentário:

Postar um comentário