terça-feira, 28 de agosto de 2012

Qantas cancela pedido de 35 aviões Boeing 787 Dreamliner


O Grupo Qantas anunciou nessa quinta-feira que irá reestruturar seu cronograma de entrega de aeronaves Boeing 787 Dreamliner como parte do novo plano estratégico de cinco anos da Qantas Internacional.

Não há nenhuma mudança para os planos do Grupo para a aeronave Boeing 787-8. As entregas de 15 aeronaves 787-8 para Jetstar continuará como planejado, com a primeira aeronave chegando no segundo semestre de 2013. Isto irá permitir a transferência das aeronaves Airbus A330 da Jetstar para a Qantas Domestic, e possibilitar uma eventual retirada de serviço da frota de Boeing 767 da Qantas.

As cinquenta opções e direitos de compra dos Boeing 787-9 serão mantidas e adiadas por quase dois anos, disponíveis para entregas a partir de 2016.

No entanto, os compromissos firmes para 35 aeronaves 787-9s serão cancelados. A reestruturação significa um atraso de dois anos na entrega dos primeiros 787-9 do grupo.

As mudanças vão resultar numa redução nos investimentos futuros em US$ 8,5 bilhões pelos preços de tabela.

O CEO do Grupo Qantas Alan Joyce disse que as mudanças foram consistentes com os objetivos de uma estratégia mais ampla do Grupo.

“A Qantas continua a praticar uma disciplinada gestão de seu capital e, no contexto de retornar a Qantas Internacional para o lucro, esta é uma decisão prudente,” disse Joyce. “O Boeing 787 é uma excelente aeronave e continua a ser uma parte importante do nosso futuro. No entanto, as circunstâncias mudaram significativamente desde o nosso pedido há vários anos atrás. É vital que possamos alocar capital cuidadosamente em todas as partes do Grupo”.

“A Qantas manteve sempre uma flexibilidade no seu plano de frota e sempre fez mudanças quando necessário. Temos agora cumprido o nosso programa de renovação de frota para o grupo Qantas, com 114 novas aeronaves entregues ao longo dos últimos quatro anos. Nossa idade média da frota regular de passageiros é de 8,3 anos, o mais baixo desde a privatização e altamente competitivo pelos padrões internacionais”.

“Temos 12 aviões Airbus A380 em serviço em toda a nossa rede de longa distância e a reconfiguração de nove Boeing 747s será concluída até o final de 2012. Os Boeing 737-800s continuarão ingressando na frota doméstica da Qantas como parte do plano de frota existente do Grupo, enquanto os Airbus A330 serão transferidos da Jetstar quando os Boeing 787s são forem entregues. E as exigências nacionais e pan-asiático da frota da Jetstar serão cumpridas a longo prazo, com nossa carteira de encomendas existente de A320 e a chegada dos Boeing 787-8″.

“Cinquênta aeronaves Boeing 787-9s permanecerão disponíveis para o Grupo a partir de 2016, de acordo com o calendário do plano de recuperação da Qantas Internacional.”

“Temos uma estratégia de frota correta para oferecer a satisfação continuada do cliente e para nos posicionar num crescimento sustentável a longo prazo, enquanto nos permite manter a flexibilidade e gerenciar nossas necessidades de capital de forma adequada.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário