quinta-feira, 27 de setembro de 2012

A Agência de Cooperação de Segurança e Defesa (DSCA) notificou o Congresso dos EUA no dia 21 de setembro de uma possível Venda Militar Estrangeira (FMS) ao Governo do México para duas aeronaves C-130J-30 Super Hercules e equipamentos associados, peças, treinamento e apoio logístico por um custo estimado de US$ 412 milhões. O Governo do México solicitou a venda de dois aviões C-130J-30 Super Hercules, 10 motores AE2100D3 (8 instalados e 2 sobressalentes), modificações de aeronaves, equipamentos internos, equipamentos de comunicação, peças sobressalentes e de reposição, suporte e equipamentos de teste, publicações e documentação técnica, treinamento de pessoal e equipamento de treino, engenharia contratante, serviços técnicos e de apoio logístico, e outros elementos relacionados de apoio logístico e de programa. A proposta de venda dos C-130Js para o México será para utilização principalmente no apoio presidencial, mas também poderão ser usados para apoiar as missões de interdição de drogas e outras de segurança, fornecendo apoio aéreo para suas forças. A Força Aérea do México, que já opera uma mistura de legados C-130, não terá dificuldade em absorver essas aeronaves adicionais em seu inventário. O México também solicitou que na proposta de venda esteja incluído três anos de treinamento e suporte de manutenção.


A Embraer Defesa e Segurança selecionou duas empresas brasileiras para participar do programa do jato de transporte militar KC-390. A Aerotron, sediada em Itajubá (MG), fornecerá proteção balística e a LH Colus, de São José dos Campos (SP), ficará responsável pelos assentos de tropas e pelas macas.

“Estamos muito satisfeitos de poder anunciar mais duas empresas brasileiras como fornecedoras do programa KC-390”, disse Eduardo Bonini Santos Pinto, Vice-Presidente de Operações & COO, Embraer Defesa e Segurança. “Ambas apresentaram excelentes soluções e estamos certos de que entregarão produtos de alta qualidade e tecnologia avançada”.

“A Aerotron se sente orgulhosa em participar do programa KC-390 e também pela confiança depositada pela Força Aérea Brasileira e pela Embraer”, disse Carlos O. Camara Reis, Diretor Geral da Aerotron, que desenvolverá toda a proteção balística da aeronave seguindo os requisitos da Embraer, cujos primeiros componentes para os protótipos serão entregues já em 2013. “Estamos felizes em contribuir para que o KC-390 seja mais um sucesso comercial”.

A LH Colus desenvolverá e entregará o primeiro conjunto de assentos e macas para as campanhas de ensaios em voo do KC-390 que estão programadas para começar em 2014. Segundo Luiz Henrique Colus, Diretor-presidente da LH Colus, “nossa equipe está muito orgulhosa por participar do KC-390, desenvolvendo os assentos de tropas e macas. É uma prova de que podemos fazer no Brasil itens que atendem aos restritivos requisitos da FAB quanto à segurança e ao conforto dos tripulantes”.

O KC-390 é o maior avião já construído pela indústria aeronáutica brasileira e estabelecerá um novo padrão para aeronaves de transporte militar de médio porte em termos de desempenho, capacidade de carga e custos de operação, além de contar com avançados sistemas de missão e de voo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário