quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Boeing KC-46A entra na fase de revisão crítica de projeto


O diretor do programa KC-46A junto a Força Aérea dos EUA descreveu as fases críticas de desenvolvimento da nova geração de aeronaves reabastecimento durante a Air and Space Conference and Technology Exposition da Associação da Força Aérea dos EUA, em Washington, D.C., no dia 18 de setembro.

O major-general John F. Thompson, diretor executivo dos programas de aviões cisternas, do Centro de Gerenciamento do Ciclo de Vida da Força Aérea, da Base Aérea de Wright-Patterson, em Ohio, disse que, embora a revisão preliminar do projeto da aeronave KC-46 esteja completa, medidas adicionais devem ser tomadas para desenvolver um projeto final de aeronaves que atenda aos requisitos do sistema.

Thompson acrescentou que os próximos 18 meses no programa de desenvolvimento da aeronave KC-46A está dentro do prazo da revisão crítica do projeto, até o quarto trimestre do próximo ano.

“Existe a possibilidade de qualquer programa de ter 50 prioridades número um, mas eu nunca acreditei nesse conceito”, disse Thompson. “Eu tenho um monte de prioridades número dois e número três…, mas a minha prioridade número um … é obter êxito através da revisão crítica do projeto no próximo ano.”

A configuração da aeronave vai avançar, Thompson explicou, a partir do modelo de aeronave comercial Boeing 767-200ER para um modelo Boeing 767-2C versão cargueiro provisorio antes da modificação final numa aeronave de reabastecimento aéreo KC-46 certificada, explicou Thompson.

Selecionar recursos do projeto permitirá que a aeronave possa realizar suas “capacidades multi-funções”, incluindo o transporte de carga, transporte de passageiros e transporte de pacientes (além de seu papel primário de reabastecimento aéreo)”, acrescentou Thompson.

A aeronaves KC-46 apresenta um melhor sistema de reabastecimento com capacidade de entregar 212.000 libras de combustível, capacidade de receber combustível em vôo, levar 65.000 quilos de carga com capacidade de passageiros, capacidades aero-médicas, e cada um dos motores produzindo 62.000 libras de empuxo.

“Nosso objetivo é um programa, um plano”, disse Thompson. “Na verdade, estamos dobrando o metal sobre esta aeronave – não é mais apenas um projeto de papel”. Atualmente, os testes já começaram para o KC-46. Dentre os testes até a data estão incluídos os testes de integração de sistemas em laboratório.

“Do ponto de vista de sustentação e apoio … nosso objetivo é ir a 100% de sustentação organicamente gerida num sistema de armas”, disse Thompson. Isto significa que a Força Aérea pode fazer uma parceria com a indústria para criar certas atividades de reparação sustentada, mas permanecerá na liderança para fins de gestão.

Apesar do trabalho que ainda permanece no desenvolvimento do KC-46, 18 aeronaves da próxima geração de reabastecedores estão programados para se juntar à frota da USAF em 2017, disse Thompson, acrescentando que um total de 179 aeronaves KC-46 estão programados para serem entregues até 2027.

Texto: Senior Airman Tabitha / N. Haynes Air Force District of Washington

Nenhum comentário:

Postar um comentário