terça-feira, 25 de setembro de 2012

Brasil poderá decidir compra de caças no último trimestre de 2012, diz ministro da defesa


O Ministro da Defesa do Brasil, Celso Amorim, disse espera que uma decisão do governo sobre a compra de 36 novos caças para a Força Aérea Brasileira seja tomada antes do último trimestre de 2012.

O programa FX-2 foi lançado pelo antecessor da presidente Dilma Rousseff, em 2008, Luiz Inácio Lula da Silva, que havia optado pelo Rafal, feita por um consórcio francês liderado pela Dassault Aviation, mas deixou a decisão final para Rousseff, que decidiu que em seu primeiro ano de mandato, havia prioridades maiores do que gastar 10 bilhões de reais (US$ 5,7 bilhões) em aviões de combate.

Mas em uma entrevista publicada hoje em português pela Reuters, Amorim disse que “a presidente está ciente de que isso é importante e eu espero que uma decisão possa ser alcançada rapidamente … porque há um atraso a partir do momento da tomada de decisão para o tempo que o primeiro avião será entregue”.  Ele disse que há urgência porque a manutenção da atual frota de Mirage 2000 vai tornar-se “extremamente cara” a partir de 2013.

As três aeronaves finalistas são o Rafale da Dassault, o Boeing F-18 Super Hornet e o Gripen da Saab.

Amorim diz que a decisão será baseada em prioridade na oferta, que prevê a maior quantidade de transferência de tecnologia para que o Brasil possa construir a própria aeronave no futuro.

Fonte: Christina Mackenzie / Aviation Week

Nenhum comentário:

Postar um comentário