domingo, 9 de setembro de 2012

Índia planeja assinar acordo do MMRCA com a Dassault em outubro


A Índia planeja assinar o acordo MMRCA (Aeronave de Combate Multimissão Média) de US$ 11 bilhões negociada com a fabricante francesa do caça Rafale, a Dassault, até o final deste mês ou no final do próximo mês, disse nessa sexta-feira um oficial sênior da Força Aérea Indiana.

“Não acho razão pela qual não deve ser assinado até o final deste mês ou no próximo mês”, disse o Comandante-em-Chefe do Comando de Treinamento da Força Aérea da Índia, o Marechal do Ar Rajinder Singh.

Ele indicou que as negociações estão atualmente prosseguindo em relação aos valores para o negócio de 126 aeronaves. “Aqui está o dinheiro …. essa coisa aqui e ali (preços sendo finalizados)”.

O marechal do ar admitiu “alguns problemas” (sobre os preços), mas afirmou que não é incomum em tais grandes negócios. “Isso poderia surgir durante o processo”, disse ele, acrescentando que a primeira aeronave sob o acordo MMRCA deverá estar “fluindo em” em 2017.

O marechal do ar negou reportagens citando oficiais russos e alemães que haviam afirmado que o acordo não estava finalizado e ainda estava em aberto.

“Nada disso”, disse ele, apontando que a Índia já havia declarado o menor lance – Rafale – para o negócio MMRCA.

Vyacheskav Dzirkaln, vice-diretor do Serviço Federal da Rússia para a Cooperação Técnico-Militar, foi recentemente citado como tendo dito: “Eu não diria que a proposta MMRCA é uma questão fechada. Temos informações de que o concurso ainda está em aberto”.

O vice-chefe da comissão parlamentar de Negócios Estrangeiros e da Defesa da coalizão liderada pelo partido CDU no Bundestag (câmara baixa do Parlamento alemão), Andreas Schockenhoff, teria dito recentemente que a última palavra ainda não havido sido dita sobre o negócio MMRCA.

O caça MiG-35 da Rússia não foi escolhido finalista do MMRCA, que também incluiu o Eurofighter Typhoon, desenvolvido por um consórcio europeu em que a Alemanha faz parte, além do Rafale.

Fonte: The Economic Times

Nenhum comentário:

Postar um comentário