quinta-feira, 27 de setembro de 2012

NORAD aciona dois caças F-22 para interceptar dois pequenos aviões sobre Nova York


Dois caças F-22 Raptor, sob a direção do Comando de Defesa Aeroespacial Norte Americano (NORAD), interceptaram duas aeronaves de aviação geral durante separados acionamentos, depois que as duas pequenas aeronaves violaram a área restrita temporária sobre a Assembléia Geral da ONU realizada nessa quarta-feira, no momento do discurso do presidente dos EUA Barack Obama.

Os caças interceptaram as duas aeronaves sobre o centro de Nova Jersey, por volta das 11:00hs horário local, depois que eles entraram na área restrita sem comunicação rádio. Ambas aeronaves pousaram no Aeroporto Regional Jersey Central sem incidentes.

Os caças F-22s foram acionados para a missão de interceptação poucos meses depois que a Força Aérea dos EUA afirmou ter resolvido um misterioso problema com os caças de US$ 420 milhões, onde os pilotos relataram ter sintomas de privação de oxigênio durante o vôo.

Os antigos problemas dos F-22 aparentemente não estão mais preocupando o comando do NORAD nos EUA-Canadá, onde o porta-voz, tenente Al Blondin, disse que a escolha de uma aeronave para uma missão de interceptação – seja um F-22, F-15, F-16 ou um caça canadense – na verdade, apenas se resume a uma questão de conveniência, onde o que estiver disponível mais próximo será acionado, seja de dia ou de noite.

A última vez que caças F-22 foram acionados pelo NORAD foi em 2009, quando bombardeiros russos ficaram próximos do espaço aéreo norte americano no Ártico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário