terça-feira, 30 de outubro de 2012

Filipinas abre processo de licitação para compra de treinadores avançados a jato


O projeto de aquisição de jatos de treinamento avançados que a Força Aérea das Filipinas planeja adquirir da Coréia do Sul ou de qualquer nação aliada poderá levar mais tempo do que o esperado, depois que foi decidido que a aquisição de defesa será através de licitação ao invés de um acordo de governo a governo.

“Não é mais um esquema de compra governo-a-governo já que foi decidido que o programa deve passar por processos de licitação”, disse um oficial da Força Aérea, acrescentando que foi decidido por altos líderes que a aquisição planejada deveria percorrer o caminho tortuoso de procedimentos licitatórios.

Devido a isso, ele disse que o PAF a Força Aérea das Filipinas teria que esperar mais um pouco antes que seus pilotos pudessem voar jatos totalmente novos.

“O que é importante aqui é que nós já temos o dinheiro aprovado pelo presidente Aquino para financiar este projeto de aquisição em particular”, disse ele.

Um oficial superior da defesa também confirmou que a aquisição de LIFT (Lead-In Fighter Trainer) T-50 da Coreia do Sul ainda está em fase de revisão.

O secretário de Defesa Voltaire Gazmin anunciou em junho passado que o Departamento de Defesa está esperando a entrega de 12 novos treinadores a jato da Coreia do Sul.

Avaliados em US$ 500 milhões, financiados principalmente por incentivos coreanos, a entrega destes treinadores de caça TA-50 está prevista para 2013.

Foi relatado anteriormente que o governo sul-coreano ofereceu um empréstimo de US$ 560 milhões para o presidente Aquino financiar a compra dos jatos T-50, uma versão menor dos caças F-16, já que as Filipinas estão com os recursos escassos para financiar a aquisição.

O empréstimo concessional viria do Fundo de Desenvolvimento Econômico e de Cooperação e pagos através do Banco da Coreia de Exportação e Importação a partir de 2011 até 2013.

Esta oferta do governo sul-coreano veio depois que o presidente Aquino e o presidente Lee Myung Bak se reuniram em Malacañang em novembro do ano passado.

Lee transmitiu ao presidente Aquino o desejo de seu país em ajudar as Filipinas para estabelecer uma defesa territerial credível.

“Expressei ao presidente Lee o interesse das Filipinas para receber os artigos de defesa mais específicos, como helicópteros, barcos e aviões militares”, disse Aquino numa conferência de imprensa conjunta com Lee após a reunião do ano passado.

Fonte: PhilStar

Nenhum comentário:

Postar um comentário