quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Israel suspende voos de todos seus caças depois de quase colisão aérea



A Força Aérea de Israel (IAF) suspendeu nesse domingo, dia 14, todos voos de seus esquadrões de caças depois que uma quase colisão aérea coroou uma série de acidentes graves ao longo do ano passado.

O chefe da Força Aérea de Israel, Major General Eshel Amir tomou a decisão depois que dois aviões quase colidiram na quinta-feira, informou a agência Xinhua citando a Rádio Israel. Investigadores disseram que os dois aviões ultrapassaram o “envelope de segurança” obrigatório durante manobras.

Uma fonte da Força Aérea Israelense disse que o quase acidente deveu-se a “erro do piloto”.

Para que as operações regulares e os voos continuem, os instrutores receberam ordens para atualizar os pilotos dos esquadrões de caça para reforçar os procedimentos de segurança aérea e as políticas internas durante o combate aéreo simulado antes de decolar novamente nessa segunda-feira.

A Força Aérea de Israel sofreu uma série de acidentes mortais e incidentes de segurança nos últimos anos, incluindo um pouso de emergência de um avião de combate e um avião de reabastecimento no início deste ano, quando a mangueira de combustível bateu e rachou o canopi do avião da guerra.

Os esquadrões ficaram sem voar por dois dias no ano passado após um avião de caça atingir uma árvore durante o pouso numa base aérea no norte. O piloto conseguiu pousar a aeronave, apesar do dano, de acordo com o site de notícias The Times de Israel.

Em julho de 2010, um helicóptero Sikorsky CH-53 Stallion de Israel caiu ao mar durante um vôo de treinamento nas montanhas de Cárpatos, na Romênia, durante um exercício militar conjunto entre os dois países.

Quatro pilotos israelenses, dois mecânicos de aviões israelenses e um oficial de ligação romeno foram mortos quando o helicóptero bateu numa montanha que estava encomberta por nevoeiro. Os resultados de uma investigação mostraram que o acidente foi provavelmente devido a erro do piloto.

Fonte: IANS

Nenhum comentário:

Postar um comentário