segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Ministério da Defesa do Peru pretende comprar 20 novos helicópteros de combate


O Ministro da Defesa do Peru, Pedro Kateriano Belido anunciou que seu departamento precisa adquirir mais 20 helicópteros, e já enviou um pedido ao governo. O tipo escolhido e o país de origem dos helicópteros não foi informado, mas sabe-se que os helicópteros vão servir nos vales dos rios Apurimac, Ene e Mantaro, realizando missões militares para combater o terrorismo e o tráfico de drogas, amplamente comercializadas na região, devido ao recente aumento do grupo extremista Sendero Luminoso.

“Queremos aumentar a segurança na área, e a compra de novos helicópteros poderia nos ajudar muito”, disse Pedro Kateriano. A fim de controlar as áreas dos vales dos três rios, o Ministério da Defesa do Peru está planejando a compra de novos helicópteros, além de continuar o programa para a modernização dos existentes helicópteros em serviço que foram anteriormente adquiridos.

Apesar do fato do ministro da defesa não divulgar os modelos de helicópteros a ser adquiridos, presume-se que sejam modelos russos Mi-17 (produzidos em Ulan Ude) e Mi-35M. Esses helicópteros já são utilizados pelas forças armadas peruanas. Em 2010, o Peru assinou um contrato com a Rússia para compra de seis helicópteros Mi-171SH modificados e dois Mi-35P. Como parte da execução do contrato, os helicópteros foram entregues para Peru em 2011, antes da abertura da exposição internacional de defesa e tecnologia SITDEF Peru 2011, em Lima.

A eventual compra do país sul-americano de helicópteros de fabricação russa é a continuação lógica do intenso desenvolvimento na última década da cooperação técnico-militar entre os dois países implementada em 1972. Agora, a Rússia também prevê a criação de centros de tecnologia no Peru para reparar os helicópteros da família Mil (o acordo foi assinado em 2008, quando o presidente russo Dmitry Medvedev visitou o seu homólogo peruano Alan Garcia).

Atualmente, o comando militar peruano está considerando a compra de sistemas russos de radares, armas leves, e simuladores de treinamento para os militares, que são projetados para reduzir os custos para a formação de especialistas militares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário