domingo, 14 de outubro de 2012

Viracopos deve reabrir às 20h deste domingo


O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, Estado de São Paulo, deve retomar atividades a partir das 20h deste domingo (14), segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). O aeroporto está fechado para pousos e decolagens desde as 20h de sábado (13) por conta de um acidente ocorrido com um avião cargueiro da companhia Centurion. Funcionários do aeroporto trabalham para que ocorra a remoção da aeronave e cargas. O Portal RAC entrou em contato com a assessoria de imprensa da Centurion que informou que a aeronave apresentou um problema em seu trem de pouso no momento que o equipamento tocou o solo.

O cargueiro, modelo MD-11, tem capacidade para transporte de 80 toneladas. Segundo informações da assessoria, trata-se de uma aeronave de última geração. A prioridade é a remoção da carga para aliviar o peso do avião para locomover a aeronave para uma área remota do aeroporto. Técnicos e engenheiros da companhia trabalham na aeronave para agilizar o processo de retirada do equipamento. Não existe uma previsão para a liberação da pista. O MD-11 estava carregado com componentes eletrônicos, produtos farmacêuticos e peças automotivas.

Após a remoção do avião, a pista permanecerá fechada até que toda a limpeza e inspeção de segurança sejam feitas. O saguão do aeroporto ficou lotado de passageiros durante a noite deste sábado e começo desta manhã de domingo aguardando uma definição sobre seus voos. Muitos passageiros foram recolocados em outros aeroportos como Congonhas e Guarulhos. Para quem tinha viagem nesta manhã de domingo, a recomendação é entrar em contato com as companhias aéreas.

Avarias

A Infraero confirmou, às 15h50 deste domingo, que houve danos considerados superficiais na pista e que já foram consertados. As ranhuras foram originadas quando do toque da aeronave no solo, por causa do impacto. O problema que resultou no incidente com a aeronave será apurado por órgãos da Aeronáutica, Aviação Civil e pela empresa-proprietária do avião.

O caso 

Um avião cargueiro da empresa Centurion, vindo de Miami (EUA), teve problemas na hora do pouso na noite deste sábado (13) no aeroporto de Viracopos, em Campinas. Segundo informações da Infraero, um incidente, ainda não detalhado pela empresa responsável, ocorreu na hora do pouso. O acidente ocorreu por volta das 20h sem feridos. Por conta da ocorrência, as pistas do aeroporto foram fechadas para pouso e decolagem. A pista principal foi fechada para a remoção da aeronave. A infraero informou que após a remoção, a pista permanecerá fechada até que toda a limpeza e inspeção de segurança sejam feitas.

A Infraero informou ainda que os voos previstos para pouso em Campinas foram transferidos para os aeroportos de Congonhas, em São Paulo e, Guarulhos. Para quem tinha voo previsto para decolar de Viracopos, a recomendação é entrar em contato com as companhias aéreas.

O saguão do aeroporto ficou lotado de passageiros aguardando uma definição sobre seus voos. Pedro Almeida, que ia para o Rio de Janeiro, teve seu voo cancelado por conta do acidente. Ele contou ao Portal RAC que todos os voos previstos foram cancelados e que os funcionários do aeroporto orientavam os passageiros sobre as recolocações. 'Estão mandando vários passageiros em ônibus para São Paulo. Como eu moro em Campinas, vou para casa e esperar uma recolocação', disse. A campineira Luciene Medeiros estava na sala de embarque em Viracopos quando recebeu a notícia que seu voo para Belo Horizonte havia sido cancelado. 'Nos avisaram que por conta do problemas iam nos transferir para São Paulo', contou.

Nota da Azul

“A Azul Linhas Aéreas informa que suas operações no aeroporto de Viracopos, em Campinas, estão suspensas devido a uma interdição na pista ocasionada por uma aeronave de uma companhia aérea cargueira. Dessa forma, todos os voos com origem e destino ao aeroporto campineiro estão cancelados até às 20h de hoje (14/10). As vendas dos voos de e para Campinas também estão suspensas, com o intuito de facilitar a reacomodação dos Clientes prejudicados pelos voos cancelados.

A companhia está constantemente avaliando as informações da retirada da aeronave da pista junto aos órgãos competentes para retomada de suas operações. A Azul está prestando todo o auxílio necessário aos seus Clientes, de acordo com a resolução 141 da Agência Nacional de aviação Cívil (Anac), reacomodando-os da melhor maneira possível.

Aos Clientes, a Azul pede que confirmem o status de seu voo por meio dos canais de atendimento (Call Center 4003-1118, site www.voeazul.com.br ou nas lojas).”

Nota da Infraero

A Infraero informa que a pista de pousos e decolagens do Aeroporto Internacional de Campinas/Viracopos (SP) está interditada desde as 19h55 horas de sábado (13/10), devido a um incidente com uma aeronave cargueira modelo MD-11, de propriedade da companhia americana Centurion, que teve problemas técnicos durante a aterrissagem. A Infraero e a Centurion iniciaram os trabalhos de remoção da aeronave da pista ainda na noite de ontem. A operação deverá terminar no início desta noite, sendo que a liberação total da pista está prevista para as 20h deste domingo (14/10).

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) está acompanhando a situação desde que foi comunicada sobre a ocorrência do incidente, na noite de ontem, e trabalha com uma equipe de 15 pessoas diretamente envolvidas, dentre elas diretores, superintendentes, gerentes e inspetores de aviação civil (Inspac).

A Agência deslocou Inspacs para o Aeroporto de Viracopos para fiscalizar a prestação de assistência aos passageiros cujos voos foram afetados pelo incidente, de acordo com o que estabelece a Resolução nº. 141/2010. Pela norma resolução, em caso de cancelamento de voo, é dever da empresa informar aos passageiros. Nos casos de atraso, cancelamento ou interrupção de voo, bem como de preterição de passageiro, o transportador deverá assegurar ao passageiro que comparecer para embarque o direito a receber assistência material, tais como direito à comunicação a partir de uma hora de atraso, de alimentação, a partir de duas horas de atraso, e de acomodação, a partir de quatro horas de atraso.

Caso o passageiro se sinta prejudicado ou tenha seus direitos desrespeitados, deve procurar primeiro a empresa aérea contratada, para reivindicar seus direitos como consumidor. Com a compra da passagem aérea, o passageiro estabelece com a companhia um contrato de transporte. Se as tentativas de solução do problema pela empresa não apresentarem resultado, o usuário poderá encaminhar a demanda para a ANAC, o que não impede que encaminhe também para órgãos de defesa do consumidor competentes e/ou o Poder Judiciário. Na ANAC, a manifestação pode ser registrada pela internet (Fale ANAC) ou pelo telefone 0800 725 4445 (que funciona 24 horas e sete dias por semana, inclusive com atendimento em inglês e espanhol).

Nenhum comentário:

Postar um comentário