terça-feira, 27 de novembro de 2012

BAE Systems completa programa de modernização dos caças Typhoon Tranche 1 da RAF


No âmbito do programa conhecido como Retrofit 2, 43 aeronaves Eurofighter Typhoon da Real Força Aérea Britânica (RAF) foram atualizados para o padrão Tranche 1 Block 5, que inclui a instalação de sistema de visão frontal infra-vermelho (FLIR), tiveram o reforço da capacidade ar-ar, a introdução de uma função ar-superfície e a capacidade de usar o pod designador laser para lançar armas de precisão.

Martin Taylor, Diretor de Apoio de Combate Aéreo da BAE Systems, disse: “Este programa de atualização dá a frota de caças Typhoon da RAF uma capacidade básica melhorada, tornando-o melhor do que tem sido até agora. Esta capacidade melhorada também irá permitir que a Royal Air Force possa aumentar o leque de missões que ela já consegue com a frota Typhoon”.

O Air Commodore Keith Bethell, Chefe da Equipe de Apoio Aéreo Rápido, Equipamentos de Defesa e Apoio junto ao Ministério da Defesa, disse: “O programa Retrofit 2 foi um dos primeiros passos em nossa jornada contínua para oferecer a disponibilidade e capacidade do Typhoon através de uma abordagem em parceria com a BAE Systems. Este passo inicial ajudou a levar-nos para o serviço de grande sucesso no programa Disponibilidade Typhoon para incluir então o programa Retrofit 2. A conclusão do Retrofit 2 é um marco significativo no longo trabalho do Typhoon e um que vai continuar sendo construído na medida que continuamos a crescer a Força Typhoon”.

Ao longo dos últimos seis anos, uma mistura de aeronaves monopostas e bipostas foram melhoradas através do programa, que tem sido gerido por uma equipa de cerca de 160 funcionários que trabalham em estreita colaboração com a equipe de gestão de frota da Royal Air Force e do Ministério da Defesa Britânico.

No âmbito do programa, a última aeronave Typhoon a ser transferida de volta para a Real Força Aérea britânica é o caça monoposto número BS23 (cauda número ZJ932). A aeronave entrou em serviço inicialmente com Esquadrão n°3 no dia 10 de novembro de 2006, realizando a tarefa de Alerta de Reação Rápida (QRA) na Base da RAF de Coningsby. A aeronave retorna ao serviço com o Esquadrão XI para dar uma contribuição importante para a Força Typhoon de implantação.

Nos primeiros dias do contrato foi reconhecido que as sinergias poderiam ser obtidas através da contratação da BAE Systems, que também prestou ao mesmo tempo a assistência primária na aeronave, enquanto o programa de atualização estava sendo realizado. Esta combinação de trabalho minimizou a paralisação das aeronaves da frota Typhoon e ofereceu uma poupança significativa para o cliente.

Anteriormente sob contratos autônomos, a atividade foi posteriormente incorporada dentro do maior contrato de serviço de disponibilidade Typhoon (TAS).

Todas futuras atualizações e programas de manutenção serão realizados no Centro de Manutenção dos Typhoon na Base da RAF de Coningsby.

Nenhum comentário:

Postar um comentário