segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Índia inicia negociação com Rússia para modernização de sua frota de caças Sukhoi


A Índia abriu as negociações com a Rússia para atualizar sua frota de caças Sukhoi Su-30s com um novo radar e aviônicos para tornar os jatos mais letais do que eles já são. As atualizações estão propensas a começar em 2015.

No entanto, um debate está em andamento entre os dois países sobre a Índia ter o acesso completo a todo o software e projeto dos equipamentos dos novos sistemas que serão integrados nos Sukhois atualizados, disse um alto oficial da Força Aérea Indiana (IAF) a IANS.

“Nós iniciamos conversações com a Rússia sobre a modificação dos Sukhois e oferecendo a eles as mais recentes tecnologias”, disse o oficial da Índia sobre os jatos de combate que foram integrados pela primeira vez na Força Aérea da Índia em 1997.

Os aviões, considerados na categoria de aviões de caça pesados, são os mais avançados da Força Aérea da Índia e estão na linha de frente em todas as formas de guerra aérea.

“O Sukhoi modificado será um avião inteiramente novo em termos de radar e aviônicos”, disse o oficial, que está envolvido nas discussões com a Rússia. “Estamos mantendo um diálogo com a Rússia para o pleno acesso ao software e design dos equipamento a ser integrados na aeronave”.

A Índia ativou oito dos 14 esquadrões planejados de Sukhoi até agora, com o nono esquadrão planejado para começar a operar em Sirsa, Haryana, em dezembro.

Seis meses a partir de então, a Índia vai colocar em operação o décimo esquadrão de caças Sukhoi no setor de Punjab, sob o Comando Aéreo Ocidental.

Este serão o terceiro e quarto esquadrões de caças Su-30MKI da Força Aérea da Índia implantados perto da fronteira com o Paquistão em dois anos, depois de Jodhpur, no Rajastão, em outubro de 2011, e Halwara, em Punjab, em setembro de 2012.

A Índia também planeja ativar mais dois esquadrões no setor leste, somando-se os dois esquadrões existentes lá.

Além disso, quatro esquadrões adicionais de Sukhoi serão aumentados em 2015, completando o planejamento de 272 aviões Su-30 totais na frota.

Após a ativação desses esquadrões, a Índia vai começar a atualizar a frota, inicialmente com os primeiros 50 caças Sukhois que entraram em operação em 1997.

A Índia perdeu até agora três aviões Sukhoi em acidentes – o primeiro em abril de 2009, o segundo em novembro de 2009 e o terceiro em dezembro de 2011. Dois pilotos morreram no primeiro acidente, e dois pilotos ejetaram com segurança em cada um dos segundo e terceiro acidentes.

Os caças bipostos Sukhois também estão sendo modificados para levar o míssil cruzeiro supersônico indo-russo BrahMos.

Fonte: Gulf News

Nenhum comentário:

Postar um comentário