terça-feira, 27 de novembro de 2012

Reino Unido oferece pacote bilionário de armas para Malásia


O governo britânico ofereceu para Malásia um pacote de armas, que está avaliado em mais de US$ 3,3 bilhões, caso todas as opções forem exercidas.

O pacote proposto inclui novos jatos de treinamento Hawk, avançadas fragatas, obuses e sistemas Future Soldier para o exército, disseram fontes da indústria.

Separadamente, o governo britânico também está apoiando a oferta da BAE Systems para vender 18 caças Eurofighter Typhoon para a Real Força Aérea da Malásia através da exigência de aeronaves multi-função de combate (MRCA).

As fontes disseram que não esperam que qualquer acordo seja assinado logo, já que a oferta precisa ser estudada em detalhes.

Em 1988, o governo britânico com a então primeira-ministra Margaret Thatcher, apresentou um pacote semelhante ao da Malásia, resultando na contratação de aeronaves de treinamento Hawk e de fragatas, avaliadas em cerca US$ 1,6 bilhão em 1992.

Segundo fontes, a oferta atual foi feita pois a Grã-Bretanha pretende aumentar as suas exportações de defesa em meio a severos cortes nos gastos militares dos Estados Unidos e da Europa.

Além disso, sem um acordo de governo para governo, as empresas britânicas estão enfrentando dificuldades na promoção de suas armas para a Malásia, disseram as fontes.

Por exemplo, com as empresas com mandatos políticos anti-suborno, a BAE Systems não está trabalhando com nenhum agente local para comercializar o Typhoon.

“Eles enfrentam uma grave deficiência frente aos seus concorrentes, já que o Rafale francês e o Gripen sueco, estão sendo promovidos por seus agentes locais. A BAE Systems tem que confiar em seus funcionários da própria empresa”, disse uma fonte.

A fonte disse que é imperativo para o governo britânico intervir para apoiar o negócio Typhoon, embora separado do pacote de armas.

A BAE Systems, uma das maiores empresas do mundo em defesa, também fabrica os treinadores Hawk, obuses e fragatas.

“Se o governo da Malásia aceitar o pacote de armas, a BAE Systems será a principal beneficiária do acordo”, acrescentou a fonte.

No dia 29 de outubro, o chefe-executivo da BAE Systems Ian King, junto com uma delegação, estave na Malásia para discutir a proposta da empresa para o programa MRCA. O ponto alto da visita foi uma reunião com o primeiro-ministro Datuk Seri Najib Abdul Razak, em Putrajaya.

Além de Najib, King e a delegação também se reuniram com Ministro do Interior Datuk Seri Hishammuddin Hussein, o Mda Defesa Datuk Seri Dr Ahmad Zahid Hamidi e o Ministro de Comércio Internacional e Indústria Datuk Seri Mustapa Mohamed.

Fontes da indústria disseram o que King teria dito que o governo vai usar o processo de aquisição normal. A visita de King ocorreu um mês depois da informação do dia 24 de setembro onde a empresa sueca de defesa e aeroespacial SAAB tinha oferecido uma opção de locação-compra para seu avião de combate Gripen para o programa MRCA.

Fonte: The Sun Daily

Nenhum comentário:

Postar um comentário