sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Rússia retoma projeto de aeronave equipada com laser de combate aerotransportado


O setor militar-industrial russo retomou o desenvolvimento de lasers de combate, de acordo com uma encomenda do Ministério de defesa da Rússia, conforme relatou o Izvestiya.

Uma fonte próxima ao setor industrial-militar informou que três empresas: a Almaz-Antey, a Beriev Company e a Khimpromavtomatika baseda em Voronezh, receberão as especificações de desempenho para o desenvolvimento do laser de combate capaz de atingir em voo aviões, satélites e mísseis balísticos a partir de 2013.

De acordo com a fonte, a Beriev Company começou a modernizar seus aviões A-60 usados como banco de ensaio, uma aeronave desenvolvida com base no avião de transporte IL-76. O jato está baseado no aeródromo da empresa localizado perto de Taganrog. Esta aeronave usada como plataforma de testes foi fabricada em 1991 e é a única que restou desde a era soviética. Ela participou dos experimentos de “cegar” as cabeças de buscas de mísseis teleguiados inimigos, no entanto, o trabalho foi suspenso em 2011 devido à falta de financiamento. O equipamento foi parcialmente desmontado.

Atualmente, os fundos foram alocados e o equipamento óptico será equipado com um laser mais potente, enquanto a aeronave usada como plataforma de testes será atualizado.

“O jato não vem realizando voos há dois anos, por isso precisa de manutenção. A modernização do jato será finalizada em 2013, desde que o financiamento se mantenha estável. Em paralelo, irá começar a montagem dos novos componentes do dispositivo laser. Esperamos iniciar o teste de vôo no próximo ano”, – disse um representante da Beriev Company.

Segundo ele, o trabalho de pesquisa e desenvolvimento está sendo retomado num nível técnico maior. Um dos principais objetivos da modificação anterior foi cegar e temporariamente incapacitar os sistemas ópticos de satélites em todas as órbitas. Seu desenvolvimento foi concluído em 2009 e viabilidade do produto foi reconhecido durante os testes feitos pelo estado. Agora, o novo sistema com o laser melhorado será capaz de destruir alvos aéreos desenvolvido com base no modelo anterior.

Fonte: RU Aviation

Nenhum comentário:

Postar um comentário