sábado, 29 de dezembro de 2012

Aeronaves militares da Força Aérea da Rússia vão adotar novos padrões de camuflagens


O Ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, revogou nessa quarta-feira a decisão de seu antecessor Anatoly Serdyukov de pintar exclusivamente a camuflagem dos aviões militares em tons de cinza. A partir de 2013, as aeronave militares voltam a ter o antigo esquema de cores aplicado, com a camuflagem sendo definida de acordo com as características do terreno ao redor das bases aéreas.

O número exato de cores que serão usadas para camuflar as aeronaves permanece em segredo. Uma fonte do Comando da Força Aérea da Rússia disse ao jornal Izvestia que a decisão sobre uma determinada cor irá ser das autoridades militares. Entre as opções de cores estão verde, areia, azul marinho e branco. A implementação das novas cores será gradual, com as novas cores sendo aplicadas nas aeronaves quando elas saírem das linhas de montagem ou após revisão ou conserto.

Um processo de pintura de aeronaves custa cerca de US$ 10 mil, e de acordo com estimativas preliminares, uma completa mudança de camuflagem da frota russa poderia levar de três a quatro anos. Uma fonte da agência de notícias russa RIA Novosti confirmou a informação sobre a mudança de camuflagem das aeronaves de combate.

A fonte disse ao jornal que o padrão de camuflagem cinza escolhido por Serdyukov foi inspirado na Força Aérea dos EUA, que em 1970 decidiu adotar uma cor uniforme para suas aeronaves, eliminando a necessidade de repintura toda vez que a aeronave mudasse sua base de operação. A decisão de mudar a camuflagem das aeronaves russas foi feita sem consulta e com a aprovação dos centros de pesquisa do Ministério da Defesa.

atualmente existem três tipos de cores de camuflagem aprovadas: cinza escuro, cinza com um tom azulado e um contraste (alternando formas geométricas em cinza escuro e tons de cinza).

Para as novas camuflagens das aeronaves foi realizado um estudo de visibilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário