domingo, 6 de janeiro de 2013

Índia confirma escolha do Airbus A330 MRTT como nova aeronave de reabastecimento aéreo


A Índia confirmou a escolha da aeronave de reabastecimento em voo Airbus A330 MRTT sobre a russa Ilyushin Il-78 num contrato de aproximadamente US$ 1,55 bilhão para seis novas aeronaves. A EADS (European Aeronautics Defence and Space Company) agora está sendo chamada para participar das negociações comerciais finais com o Ministério de Defesa indiano.

O contrato atual prevê a assinatura dentro do ano fiscal 2013-14, já que as negociações comerciais com a EADS ainda deve durar um certo tempo. Além disso, houve um corte massivo de US$ 1,82 bilhão no orçamento de defesa indiano para o ano fiscal em curso.

As duas aeronaves de reabastecimento em voo, a russa IL-78 e o A330 MRTT tinham passado nos testes de avaliação realizados pela Força Aérea da Índia, mas o avião europeu surgiu a opção mais barata na avaliação comercial feita na sequência. A aeronave A330 MRTT saiu como melhor proposta (L1) por conta do custo menor de ciclo de vida.

A Força Aérea da Índia atualmente opera seis aeronaves IL-78s, desde 2003-04, e está visando implantar mais seis novas aeronaves tanques a partir de 2017 para aumentar ainda mais suas capacidades de “alcance estratégico”.

As aeronaves devem ser implantadas em Panagarh, Bengala Ocidental, para ampliar o alcance impressionante de seus jatos de combate mobilizados ao longo da fronteira nordeste com a China. Com reabastecimento, os caças Su-30MKI, baseados em Tezpur e Chabua, em Assam, podem atingir alvos no coração da China.

Um concurso anterior para a aquisição destas aeronaves foi desfeito em 2010, após o Ministério da Fazenda levantar dúvidas sobre o procedimento de aquisição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário