quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Para os Emirados Árabes Unidos, compra do Rafale depende apenas do preço


O presidente francês François Hollande chegou nessa terça-feira, dia 15 de janeiro, para uma visita oficial de três dias aos Emirados Árabes Unidos, onde discutiu assuntos com o presidente dos Emirados, Cheikh Khalifa, incluindo o assunto da venda do caça francês Dassault Rafale. Mas o presidente dos Emirados disse que o problema principal do Rafale é o preço.

Durante a coletiva de imprensa em Dubai, o presidente francês teria dito que a venda do Rafale para os Emirados Árabes Unidos é uma “questão de preço”, de acordo com uma notícia divulgada pela Reuters nessa quarta-feira.

O presidente francês disse ainda que o presidente dos Emirados Árabes Unidos tem conhecimento da tecnologia do Rafale e disse que tem muito interesse no caça francês, mas o preço ainda não está de acordo com o desejado.

Os Emirados Árabes Unidos vem negociando há anos a compra de 60 caças Rafale, e recentemente pediu propostas do consórcio Eurofighter e da Boeing para os caças Typhoon e Super Hornet, respectivamente. O país do Golfo pretende desde 2009 substituir seus caças Mirage 2000-9, e a Dassault desde então tenta colocar o Rafale como substituto, para confirmar assim a primeira exportação do tipo, num negócio avaliado em mais de US$ 10 bilhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário