terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Unidade de forças especiais da Rússia vai receber novo modelo do helicóptero Mi-8 a partir de 2013


O Ministério da Defesa russo preparou os termos de referência para o desenvolvimento do Mi-8 com novos sistemas de navegação e de ataque, informou o jornal “Izvestia”, citando uma fonte do complexo militar-industrial. As forças especiais russas devem receber um novo helicóptero a partir de 2013. A montagem do novo helicóptero já começou na fábrica da aviação de Ulan-Ude.

A documentação de projeto para o novo Mi-8 já foi preparada, e começaram a entregar os equipamentos para os contratantes. Como base para o novo helicóptero de ataque será usado o helicóptero de assalto Mi-8AMTSh com o nariz mais afinado, onde na versão normal do equipamento está instalado o radar. Os novos sistemas de navegação e de ataque ainda não foram definidos, e serão escolhidos após os testes oficiais com o estado.

O complexo inclui uma estação de busca com canais de calor e TV, bem como radar de acompanhamento do terreno. Dados de todos os sistemas dos sensores serão exibidos em telas separadas para ambos os pilotos. No novo Mi-8 também está instalado um sistema adicional infravermelho e um telêmetro a laser. Ele será responsável pelo sistema de designação laser e pontaria.

Além disso, o helicóptero vai possuir um sistema de navegação baseado na rede de satélites GLONASS e um holofote TSL-1600 com iluminação infravermelha para dispositivos de visão noturna. Este holofote é capaz de trabalhar com luz comum. O TSL-1600 é projetado para iluminar o campo de batalha e o espaço aéreo em condições de tempo ruim. Todos os novos equipamentos devem ser compatíveis com óculos de visão noturna.

Originalmente, os novos Mi-8 das forças especiais seriam armados com mísseis guiados anti-tanques, mas mais tarde os militares recusaram a solicitação. Os fabricantes convenceram o Ministério da Defesa russo que os mísseis serão instalados com toda preparação e fiação para uso futuro. Como resultado, o helicóptero será armado com foguetes e metralhadoras na porta e na rampa.

O concurso para a criação de um novo helicóptero de ataque para o centro de forças especiais foi iniciado no final de 2012. Presumivelmente, as forças especiais não receberão mais do que 10-15 novos helicópteros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário