domingo, 17 de fevereiro de 2013

Caças F-15 partem para interceptar dois bombardeiros russos Tu-95 que voavam ao redor de Guam


Dois caças F-15 da Força Aérea dos EUA, que participavam do exercício Cope North 2013 na Base Aérea de Andersen, em Guam, foram acionados para interceptar dois bombardeiros russos TU-95 que circulavam o pequeno arquipélago no dia 12 de fevereiro.

A informação foi divulgada pela primeira vez através do jornal Washington Free Beacon.

O chefe de relações públicas da base aérea não quis comentar a informação. Segundo o jornal, “os dois bombardeiros russos Tu-95 Bear-H estavam armados com mísseis de cruzeiro com ogivas nucleares”.

O Capitão Kim Bender, chefe de relações públicas do Comando da Força Aérea do Pacífico (PACAF), confirmou através de um comunicado ao PNC News que “no dia 12 de fevereiro, dois bombardeiros russos Tu-95 circularam Guam” e “duas aeronaves F-15 da Força Aérea dos EUA, operando a partir da Base Aérea de Andersen, em Guam, foram acionados e acompanharam os aviões russos.”

Os caças F-15 pertencem a 18ª Ala da Caça da USAF sediada na Base Aérea de Kadena, no Japão.

Após a interceptação, os dois Tu-95s deixaram a área seguindo para direção norte, sem nenhuma outra ação ocorrendo. O oficial norte americano não passou mais detalhes, e nem confirmou se os bombardeiros estavam armados, dizendo apenas que “por razões de segurança operacional, detalhes específicos sobre esse evento não podem ser liberados”.

As forças do Comando do Pacífico (PACOM) estão posicionadas na região para garantir um alerta aéreo e controle sobre o Havaí, Guam, e os interesses dos EUA na região re responsabilidade do Pacífico. O PACOM mantém combatentes em alerta para responder rapidamente a quaisquer potenciais ameaças aéreas dentro da área de operações do Pacífico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário