sábado, 16 de fevereiro de 2013

Icelandair confirma pedido para 16 aeronaves Boeing 737 MAXs


A Boeing e a Icelandair anunciaram um pedido firme para 16 aviões 737 MAX, avaliado em mais de US$ 1,6 bilhão pelos preços correntes. A encomenda, originalmente anunciada como um compromisso para 12 aviões em dezembro de 2012, foi aumentada para 16 aviões e inclui as versões 737 MAX 8s e 9s, bem como direitos de compra para mais oito 737 MAXs. O anúncio de hoje eleva o número total de 737 MAXs encomendados até agora para 1180.

“O 737 MAX irá complementar sem problemas nossas operações com Boeing 757 e permitir que possamos continuar a nossa expansão de rotas numa maneira com mais eficiência de combustível”, disse Bjorgolfur Johannsson, Presidente e CEO do Grupo Icelandair.

“O 737 MAX será uma excelente adição à frota toda de aviões Boeing da Icelandair, permitindo que a companhia aérea possa expandir suas operações na Europa e América do Norte com a eficiência de combustível, flexibilidade de rotas e conforto aos passageiros”, disse Todd Nelp, vice-presidente de vendas na Europa da Boeing Commercial Airplanes.

O Grupo Icelandair opera atualmente uma frota com apenas aeronave Boeing, com 23 aviões Boeing 757 para as operações de passageiros e de carga. A companhia aérea islandesa usa a sua localização geográfica do seu hub de Reykjavik baseado no meio do caminho entre a América do Norte e Europa, como uma oportunidade para construir uma rede crescente de mais de 35 destinos internacionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário