segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Jatos de combate AMX da Força Aérea Italiana realizam treinamento conjunto com a Força Aérea Israelense



A Força Aérea Italiana partiu de Israel depois de terminar um exercício de cooperação com os esquadrões de combate da Força Aérea israelense. Esta foi a terceira visita da força aérea italiana na Base Aérea de Ovda no sul de Israel.

“Nós temos um monte de apreço pela Força Aérea israelense, que é famosa por seu profissionalismo”, disse o major Marco, chefe da equipe italiana. “Para nós podermos trabalhar juntos, temos que entender todos procedimentos da outra equipe”.

Durante a primeira semana do treinamento, os pilotos italianos das aeronaves AMX praticaram uma simulação com o esquadrão inimigo israelense, “Flying Dragon”, que foi responsável por tornar o exercício particularmente desafiador.

“No começo, os italianos escolheram por praticar lançamento de armas e lidar com as ameaças terra-ar”, disse o Major Iftach, comandante-adjunto do esquadrão “Flying Dragon”. “A segunda parte do exercício teve um aspecto mais operacional para eles: Nós construímos um cenário, um país inimigo simulado, e a missão foi atacar os seus alvos”.

Entre lançar as armas e cruzar as fronteiras em decolagens (para o país inimigo simulado), os pilotos italianos foram capazes de treinar com outros esquadrões de combate da Força Aérea de Israel: F-16 do “Golden Eagle” e F-15 dos “Knights of the Twin Tail”, todos lutando juntos contra a “formação inimiga”.

O exercício acima dos céus do sul de Israel é familiar para os pilotos israelenses, mas fornece aos pilotos italianos um amplo espaço aéreo desconhecido.

“Nós podemos voar muito mais baixo aqui”, explica o Major Marco. “Na Itália há muitas cidades populosas, que são densamente povoadas e por isso não podemos voar em baixas altitudes, como um país envolvido com a OTAN. Essa experiência contribuiu para o nosso trabalho operacional significativamente”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário