sábado, 16 de fevereiro de 2013

Saab assina acordo para Gripen E e recebe pedido de desenvolvimento do novo caça


A empresa de defesa e segurança Saab assinou um acordo com a Administração de Material de Defesa da Suécia (FMV) relativo ao Gripen E. O acordo inclui o desenvolvimento e modificação do Gripen E para a Suécia durante o período de 2013-2026 e uma possível encomenda para uma nova produção do Gripen E para Suíça.

A FMV hoje fez um pedido inicial de desenvolvimento avaliado em SEK 2,5 bilhões (US$ 380 milhões) para operações durante 2013-2014. Encomendas remanescentes da Suécia são esperadas em 2013-2014. O valor total das possíveis encomendas no âmbito do acordo equivale a um total de SEK 47,2 bilhões (US$ 7,17 bilhões).

O Parlamento sueco, com uma ampla maioria, decidiu que a Suécia vai adquirir Gripen E. O acordo assinado prev~e uma entrega inicial de Gripen E para a Suécia em 2018.

O acordo com a FMV inclui várias partes.

A primeira parte, decidida hoje, diz respeito ao desenvolvimento do Gripen E em 2013-2014 e está avaliada em SEK 2,5 bilhões.

As restantes partes do acordo incluem as encomendas, como segue:


  • Trabalho de desenvolvimento restante para o Gripen E para a Suécia de SEK 10,6 bilhões (US$ 1,61 bilhão) – esperado no primeiro trimestre de 2013.
  • Modificação de 60 Gripen C para Gripen E com as primeiras entregas esperadas para Suécia em 2018 – no quarto trimestre de 2013.
  • Equipamentos de missão específica e suporte e manutenção para as entregas dos Gripen E para Suécia com início em 2018 – esperado no quarto trimestre de 2014.
  • Na Suíça, uma possível aquisição de 22 caças Gripen E deve ser votado no parlamento. O acordo inclui, portanto, as disposições de entrega de 22 novos Gripen E e equipamentos relacionados para a Suíça, se a Suíça decidir adquirir o Gripen E.


Todos os pedidos nos termos do contrato, incluindo uma possível encomenda da Suíça através da FMV, equivale a um valor total de aproximadamente SEK 47,2 bilhões e será contabilizado quando cada pedido for recebido.

O acordo inclui direitos da FMV – condicionais para certos pré-requisitos – para total ou parcialmente fazer cancelamentos. Se assim for, a Saab tem o direito de compensação dos custos já tomados e os custos para a interrupção. O acordo também inclui seções que regulam as condições se a Suíça decidir não adquirir o Gripen E.

“Este é um evento histórico para a Saab. Estamos orgulhosos de continuar a entregar um avião de caça de liderança mundial para a Força Aérea Sueca. O Gripen tem sido a espinha dorsal da Força Aérea da Suécia, bem como para vários outros países. O próximo passo também cria mais oportunidades no mercado de exportação para muitos anos. Nossos clientes já existentes que operam o Gripen na versão C/D também serão capazes de tirar proveito de alguns desenvolvimentos nas suas atualizações futuras”, diz o presidente e CEO da Saab, Hakan Buskhe.

“Estamos agora entrando numa fase de desenvolvimento e teste, que vai ocupar muitos de nossos funcionários existentes. Também prevemos que vamos precisar recrutar. A produção terá lugar na Suécia, com fornecedores de vários países”, diz Lennart Sindahl, chefe da área de negócios de Aeronáutica, e acrescenta:

“Com este acordo, continuamos a desenvolver o conceito de sucesso do Gripen com nosso próprio projeto inovador e único, bem como o nosso próprio software combinado com sub-sistemas de diferentes fornecedores ao redor do mundo.”

E o Gripen tem uma capacidade substancialmente desenvolvida em relação às versões anteriores. O avião é baseado no mesmo projeto inteligente e de soluções tecnológicas inovadoras, o que leva a uma economia considerável em comparação a outras alternativas. O Gripen E tem um motor mais potente, com capacidade de operar por mais tempo e levar mais armas e carga útil.

O novo radar eletrônico, sistemas de displays atualizados no cockpit e aviônicos modernos (eletrônica embarcada no avião) aumenta a capacidade de realizar missões bem sucedidas. Os passos tecnológicos que serão utilizados com o Gripen E foram provados no programa Gripen 39-7 E/F demonstrador, onde a aeronave de teste voou mais de 250 horas na Suécia, Reino Unido, Índia e Suíça, entre outros, desde 2008.

Através de aperfeiçoamentos de hardware e software, o Gripen E torna-se um sistema moderno que é fácil de ser desenvolvido ainda mais no futuro.

Fonte: Saab

Nenhum comentário:

Postar um comentário