terça-feira, 5 de março de 2013

Programa PAK FA poderá ter oito aeronaves de testes até o final de 2013


Os comandantes das forças aéreas da Rússia e da Índia vêm discutindo neste mês o cronograma do projeto do futuro caça de combate de quinta geração Sukhoi PAK FA. Eles têm interesses que os seus próprios pilotos avaliem o projeto para que eles possam tomar uma decisão sobre o financiamento adicional para o projeto.

O comandante da Força Aérea da Rússia, general Victor Bondarev, disse que espera que todos os quatro protótipos em testes do PAK FA possam ser reunidos na faixa de testes de disparos de armas do Ministério da Defesa perto de Akhtubinsk, no sul da Rússia, para a avaliação de clientes e ensaios de liberação de armas. Até o final do ano, o número deve aumentar para oito. Se os testes forem um sucesso, o PAK FA vai entrar em produção em série no final de 2015 ou início de 2016.

Por sua vez, o chefe de pessoal da força aérea indiana disse a jornalistas na recente mostra Aero India que espera a chegada de três protótipos de desenvolvimento do PAK FA na Índia, o primeiro em 2015, o segundo em 2017 e o terceiro em 2018. O Marechal do Ar NAK Browne disse que a fase de concepção e desenvolvimento do caça chamado de FGFA na Índia está decorrendo bem através de “contrato de valor pequeno.” Quando ele for concluído ainda este ano, a Índia e a Rússia devem assinar um novo contrato de Pesquisa e Desenvolvimento “que será a maior de todas as fases”, acrescentou.

A Índia deve estar satisfeita com o desempenho de vôo do FGFA, pois irá financiar a próxima fase: a criação de uma versão personalizada para a força aérea indiana por uma equipe conjunta de engenheiros russos e indianos. A versão indiana usará a mesma aeronave, motores e sistemas principais, e ser diferente no hardware e software de missão, bem como modelos de armas. A fabricação de aeronaves em série deve começar na Hindustan Aeronautics Limited (HAL) em 2022, acrescentou Browne.

Na Aero India, o presidente da United Aircraft Corporation Mikhail Pogosyan, disse que a Rússia e a Índia iriam comprar “mais de 400″ aeronaves e que o mercado total seria superior a 600. Ele confirmou que os quatro protótipos construídos até o momento estão agora em teste de voo, e disse que as aeronaves adicionais de desenvolvimento serão concluídas “tão logo após os dois lados assinarem o contrato de desenvolvimento em grande escala.”

Pogosyan ainda insistiu que tanto as versões russas como indianas “serão baseadas não só na mesma plataforma, mas também têm idênticos sistemas de bordo e aviônicos.” Especialistas da força aérea indiana estão envolvidos na elaboração de especificações para a aeronave “desde o início e através de todas as fases de desenvolvimento”. Ele continuou: “Pode acontecer que no futuro haverá algum específic requisito [nacional] para os adicionais sistemas de bordo ou de missões, mas estas seriam formalmente acordados por ambos os clientes”. Pogosyan espera que o FGFA siga o exemplo do Su-30MKI/MKM, em que “as forças aéreas indianas e malaias usaram a mesma plataforma, com a diferença confinada a alguns itens de aviônicos.”

Fonte: AIN Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário