quinta-feira, 18 de julho de 2013

Japão acionou seus caças em resposta aos sobrevoos russos

A JASF (Japan Air Self-Defense Force) acionou seus caças em resposta aos voos de aviões militares russos perto do espaço aéreo japonês e sobre as disputadas ilhas Curilas, na ultima segunda-feira, 15 de julho, informou a imprensa local.

Dois bombardeiros russos TU-95 sobrevoaram o Mar do Japão, passando pela península coreana e prosseguiram ao longo do arquipélago japonês, ao norte de Hokkaido. Outro avião, um IL-20, voou sobre as ilhas Curilas, conforme informações da televisão NHK, citando o Ministério da Defesa.

De acordo com as autoridades japonesas, o avião russo não violou o espaço aéreo do país.

O Ministério da Defesa russo disse mais tarde que os dois bombardeiros estratégicos Tupolev Tu-95MS, voavam numa missão de treinamento e foram seguidos por aviões de combate sul-coreanos e japoneses. Os bombardeiros foram escoltados durante as 7 horas e 15 minutos que permaneceram na região. Dois caças F-15K sul-coreano. A JASF interceptou os bombardeiros com um revezamento de caças F-4J, F-15J e F-2A.

A missão foi realizada ao norte da costa do Japão e estavam estritamente de acordo com as regras internacionais e sobre águas internacionais no Oceano Pacífico, conforme nota emitida pelo Ministério da Defesa da Rússia.

O Japão continua sendo muito sensível à atividade militar russo perto de suas fronteiras como as relações bilaterais têm sido ofuscado por uma disputa territorial sobre as ilhas Curilas, no Pacífico norte.

As quatro ilhas disputadas – Iturup, Kunashir, Shikotan e Habomai – foram ocupadas pelas forças soviéticas no final da II Guerra Mundial e ainda são reivindicadas pelo Japão.

Os dois países nunca assinaram um tratado de paz permanente após o final da Guerra por causa da disputa sobre as ilhas, na qual a Rússia chama de Kurilas do Sul e o Japão chama de Territórios do Norte.

FONTE: RIA Novosti

Nenhum comentário:

Postar um comentário