sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Operação Laçador mobiliza Forças Armadas no Sul do País; veja aeronaves

Ao todo, são 64 aeronaves da FAB que participam do exercício simulado, que será realizado até o dia 27 de setembro em 3 Estados

As Forças Armadas do Brasil iniciam na próxima segunda-feira a Operação Laçador, exercício simulado que se estenderá até o dia 27 de setembro na Região Sul do País, mobilizando militares da Força Aérea Brasileira (FAB), da Marinha e do Exército. As missões serão desenvolvidas simultaneamente nos Estados do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e do Paraná, com o objetivo de aprimorar a integração entre as Forças Armadas na região.

A Operação Laçador também capacita as tropas das unidades militares do Sul em ações de combate e apoio logístico. Cerca de 1,5 mil militares da FAB estão envolvidos em atividades de infiltração e exfiltração aérea, assalto aeroterrestre, ressuprimento aéreo, defesa aérea, ataque a locais estratégicos, varredura, apoio aéreo aproximado, patrulha antissubmarino e reconhecimento aéreo. Ao todo, são 64 aeronaves da FAB que participam do exercício simulado, com o envolvimento das bases aéreas de Canoas (RS), Santa Maria (RS) e Florianópolis (SC).

Entre as missões previstas estão o lançamento de paraquedistas e de cargas, varredura e reconhecimento de áreas específicas e reabastecimento em voo.

Veja na galeria abaixo as aeronaves empregadas pela FAB na Operação Laçador
F-5M - Caça tático de defesa aérea e ataque ao solo, considerado pela FAB "extremamente manobrável e rápido, constituindo-se um excelente avião para combates aéreos"
A-1 - Também conhecido como AMX, é um avião de ataque ar-superfície usado para missões de interdição, apoio aéreo aproximado e reconhecimento aéreo
A-29 Super Tucano - Aeronave turboélice de ataque leve e treinamento avançado, que incorpora os últimos avanços em aniônicos e armamentos, segundo a FAB
F-2000 - Caça supersônico para defesa aérea, o Mirage F-2000 pode atingir 2,2 vezes a velocidade do som e deve ser aposentado pela FAB no fim de 2013
P-3AM Orion - Aeronave de patrulhamento marítimo de longo alcance e guerra antissubmarino com base em terra
P-95 Bandeirante Patrulha - Também conhecido pelo apelido de "Bandeirulha", foi criado a partir do avião de transporte leve C-95 Bandeirante, atuando no patrulhamento marítimo
C-130 Hércules - Conta com quatro turbopropulsores, tendo como função principal o transporte aéreo. O Hércules tem capacidade para 88 militares ou 64 paraquedistas
C-105 - Bimotor turbo-hélice desenvolvido para o transporte tático militar e empregado no lançamento de paraquedistas e carga
R-99 - Aeronave de sensoriamento remoto, capaz de realizar o imageamento cartográfico em altíssima resolução de objetivos no solo, a grande altitude
RQ-450 Hermes - Veículo aéreo não-tripulado (vant) de alto desempenho multi-missão que opera em qualquer condição climática, sem a necessidade de alocar tropas em áreas de risco
E-99 - Aeronave de alerta antecipado e controle com capacidade autônoma de vigilância e controle aéreo, capaz de prover dados de inteligência sobre aeronaves voando a baixa altura
H-60 Black Hawk - helicóptero médio bimotor de assalto e transporte de tropas e carga
H1-H - helicóptero destacado para atividades de busca e salvamento

Fonte: Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário