sábado, 19 de outubro de 2013

Falta de manutenção foi à causa do acidente com um F-5

Investigação da Força Aérea da Coreia do Sul revelou que a falta de manutenção adequada em um caça F-5 causou o acidentou de 26 de setembro de 2013.

Ao decolar o nariz do avião rapidamente subiu e o avião se inclinou para a direita. O piloto tentou fazer um pouso de emergência por quatro vezes durante cerca de 30 minutos, mas teve de ejetar já que ele não podia mais controlar a inclinação do avião. Análise de peças quebradas recolhidas no local do acidente mostraram aos investigadores que a falta de manutenção foi a causa por trás do acidente.

O mecânico e supervisores seniores vão enfrentar uma ação disciplinar de acordo com o seu nível de responsabilidade, relatou um oficial.

Desde 1978, o jato de combate já voou cerca de 6.610 horas e está programado para ser retirado de serviço em 2017.
Cerca de duzentos F-5 foram operados pela Força Aérea da Coreia do Sul desde 1970, todos das variantes A e B já estão praticamente fora de serviço enquanto os F-5E e F são gradualmente retirados, quando terminar a ciclo de vida completo fixado em 38 anos.

Seul aprovou a compra de 60 caças F-15K em 2002 e está a tentando comprar 60 jatos avançados para substituir os antigos aviões nos próximos anos.

Ao todo, três caças F-5 caíram em 2010, matando um total de cinco pilotos.

FONTE: Yonhap News

Nenhum comentário:

Postar um comentário