terça-feira, 26 de novembro de 2013

B-52 invadem nova zona aérea da China

 Um vôo de dois B-52 bombardeiros norte-americanos supostamente entrou no novo espaço aéreo sobre o Mar da China Oriental em 25 de novembro, sem informar Pequim, de acordo com uma autoridade dos EUA que falou com o Wall Street Journal .

As duas aeronaves partiram da base aérea de Guam e voou foi perto das ilhas em disputa, sem se conformar com qualquer uma das regras estabelecidas por Pequim para o novo ADIZ sobre ilhas Diaoyu (conhecidas como ilhas Senkaku no Japão).

A questão é: será que a defesa aérea da China conseguiu detectá-los? Será que eles tentam interceptar os dois B-52s?

Os dois bombardeiros, desarmado e sem escolta por qualquer avião de caça, estavam envolvidos em um exercício planeado anterior apelidado de "Coral Lightening".

Mesmo que os EUA já voou missões "dissuasão ampliada" na região da Ásia-Pacífico, no passado , este é um desafio direto sem precedentes para a China e suas ameaças para aliados locais de Washington.

Crédito da imagem: Força Aérea dos EUA

Nenhum comentário:

Postar um comentário