quinta-feira, 17 de julho de 2014

F-35 estão limitados

  Em nota divulgada no site da Força Aérea dos EUA (USAF) nesta quarta-feira, 16 de julho, foi confirmado que o jato F-35 Lightning II voltou às operações de voo, com limitações, e que não se apresentará no show aéreo internacional de Farnborough, no Reino Unido. As informações foram dadas pelo secretário de imprensa do Pentágono, almirante John Kirby, em coletiva de imprensa realizada na terça-feira, dia 15.

A frota foi proibida de voar em 3 de julho, como resultado de um incêndio no motor de um F-35 em 23 de junho na pista da Base Aérea de Eglin (na Flórida, EUA). Ontem, autoridades de aeronavegabilidade da Força Aérea e da Marinha dos Estados Unidos recomendaram que a frota de F-35 volte ao voo, dependendo apenas da aprovação de comandantes.
O retorno às operações tem um envelope de voo restrito, assim como um regime de inspeções de motores, limites que serão mantidos até que a causa primária do fogo no motor seja identificada e corrigida. Sob as regras para volta aos voos, os jatos F-35 estão limitados a uma velocidade máxima de Mach 0.9, ângulo de ataque não superior a 18 graus e carga G entre -1 e +3. Além disso, a seção anterior do “fan” de cada motor tem que ser inspecionada com um boroscópio a cada três horas de voo.

Ainda que a frota tenha sido liberada para a volta aos voos, autoridades dos Estados Unidos e da Grã-Bretanha decidiram não mandar jatos F-35B do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA e da Força Aérea Real britânica ao show aéreo de Farnborough, para o qual atravessariam o Oceano Atlântico, dadas as limitações mostradas acima.

Ainda segundo a nota, a USAF está nos estágios finais para autorizar a volta ao voo dos F-35A

Fonte: USAF

Nenhum comentário:

Postar um comentário