quinta-feira, 28 de agosto de 2014

AC/DC "Nós nunca vamos nos aposentar, isso nunca vai acontecer"

  “Nós nunca vamos nos aposentar. Isso nunca vai acontecer. Angus nunca se aposentará, e enquanto Angus não se aposentar, eu também não aposentarei porra nenhuma”.

Os rumores começaram depois que foi revelado pela mídia australiana que Malcolm estava doente. A banda fez um anúncio oficial e explicou que Malcolm estaria deixando a banda temporariamente para tratar de uma doença.

Seu sobrinho, Stevie Young foi recrutado como substituto.

“Há uma turnê sendo planejada para comemorar o aniversário de 40 anos da banda, mas eu não estou sabendo de todos os detalhes ainda”, comenta Rudd.

“Eles vão me ligar um mês antes pra me avisar de qualquer coisa. Nós já fizemos longas e cansativas turnês. Não é fácil. Você toca e cai na estrada durante 18 meses, e quando acaba, você está morto, principalmente quando você fica velho. Mas está tudo maravilhoso na banda, estamos prontos pra colocar a engrenagem pra funcionar de novo.”

Rudd revelou que Angus Young escreveu sozinho todas as músicass para o 15° álbum de estúdio que foi gravado durante maio e junho em Vancouver, Canadá, com o produtor Brendan O’ Brien.

“Angus escreveu tudo. Não sei quando o disco será lançado. Pedi pra Angus me enviar um e-mail quanto tiverem alguma coisa, e parece que eles trabalharam um pouco mais na finalização do álbum. Estou ansioso de verdade pra ouvir o disco quando estiver pronto. A minha parte (bateria) foi feita em 10 dias, e pelo que ouvi ficou muito boa quando. Eu curti muito gravar esse álbum.”

Stevie Young está cotado também para ficar no lugar de Malcolm durante a próxima turnê.

“Eu não sei. Não sou eu que faço os planos”, diz Phil. “Eu só vou quando eles me ligarem. AC/DC sempre foi uma banda fantástica. O que eu posso dizer?”

Na próxima sexta-feira Phil Rudd vai lançar o seu primeiro álbum solo, “Head Job”.

“Eu curti fazer esse álbum. Gostei muito de administrar a coisa toda, ser o patrão. Eu amo o meu trabalho com o AC/DC, mas esse meu disco é diferente. No AC/DC eu faço o que eles me pendem, e eles ficam felizes com isso. Eu não vou desistir do AC/DC enquanto eu tiver força pra isso. Mas nessas pausas de 8 anos do AC/DC você tem que fazer alguma coisa, então eu e alguns amigos fizemos esse álbum. E saiu legal.”

Rudd que nasceu em Melbourne, Austrália, agora vive na Nova Zelândia, estava se preparando pra visitar a rua do AC/DC, “AC/DC Lane”.

O bar de rock n’ roll, “Cherry”, que fica na rua AC/DC está enfrentando reclamações dos moradores dos novos blocos de apartamentos sobre o barulho no bar.

“O barulho já acontecia antes dessas pessoas comparem os apartamentos. Algo parecido com isso aconteceu em Auckland. As pessoas que compravam uma casa próxima ao autódromo reclamavam do barulho. Eu amo os recados das pessoas que reclamam do barulho, elas deveriam ir se foder.”

“É uma honra ter uma rua AC/DC. Lá tem uma piscina com o nome de ‘Harold Hot’ (um político australiano), eu acho que nós fizemos mais por Melbourne, eles deveriam trocar o nome da Rodovia Tullamarine para “Angus Young Highway”… e que façam bem feito e algo apropriado!”

Fonte: whiplash.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário