segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Imagens da primeira missão de combate dos Super Hornets australianos sobre o Iraque

    O Ministério da Defesa da Austrália divulgou diversas imagens da primeira missão de combate dos caças F/A-18F Super Hornet da Força Aérea Real Australiana (RAAF) sobre o Iraque. A missão, segundo os descritivos que acompanham as imagens, foi realizada no último domingo, 5 de outubro, por dois Super Hornets, que deixaram a base principal utilizada pela Austrália no Oriente Médio equipados com canhão de 20mm, bombas guiadas por GPS, bombas guiadas por laser, mísseis ar-ar guiados por infravermelho Sidewinder e mísseis ar-ar guiados por radar Amraam. Clique nas fotos para ampliar.
Nas imagens, pode-se ver que as aeronaves carregam uma bomba de cada tipo sob cada asa, dois mísseis IR nas pontas das asas e, olhando com atenção, pode-se perceber nas estações laterais da fuselagem são levados, à esquerda, um casulo (pod) de designação de alvos e, à direita, um míssil ar-ar guiado por radar. Três tanques adicionais de combustível completam as cargas externas. Nos descritivos das fotos, é dado destaque em especial à instalação de bombas GBU-38 Joint Direct Attack Munition (JDAM).
Um avião de alerta antecipado e controle E-7A Wedgetail e um reabastecedor KC-30A MRTT (reabastecedor e transporte multitarefa), ambos também da RAAF, apoiaram tanto essa missão quanto outras aeronaves da coalizão. As imagens mostram também os caças sendo armados, decolagens, REVO no trajeto de ida e de volta (este já ao anoitecer) e a volta com desembarque das tripulações à noite. Observando-as com atenção, percebe-se que foram empregados na surtida os caças com matrículas 209 e 224.
Não foi informado, nos textos descritivos, se houve ataque a algum alvo. E, ao menos nos ângulos mostrados nas fotos em que os tripulantes desembarcam e o pessoal de terra coloca os “safety tags” (etiquetas de segurança) vermelhos em diversas partes das aeronaves e de suas cargas, não se percebe a falta dos armamentos com os quais decolaram.
No total, seis caças  F/A-18F Super Hornet foram desdobrados para o Oriente Médio, além de um E-7A Wedgetail e um KC-30A MRTT. O envio das aeronaves e de 400 pessoas da RAAF, segundo o Ministério da Defesa da Austrália, foi uma resposta a pedido do Governo Iraquiano para ajudar no combate a terroristas do Estado Islâmico (EI).

Fonte: Ministério da Defesa da Austrália

Nenhum comentário:

Postar um comentário