segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Canada nega notícia sobre compra secreta de quatro F-35

    Às autoridades do governo canadense negaram notícias recentes sobre uma compra do caça F-35 ter sido feita em segredo. As fontes afirmam que em nenhuma circunstância o país vai comprar o F-35 de forma acelerada, e que nenhuma decisão foi tomada sobre qual tipo de avião comprar.
A questão apareceu após o vazamento de um documento do Pentágono, classificado e com data de 27 de outubro, com relatório do general da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) encarregado do programa do F-35 ao secretário da USAF, com a informação de que o Canadá quer quatro F-35 no ano que vem e que o Governo Canadense deverá entregar uma “carta de intenção” assinada em “meados de novembro” para assegurar a compra.
Caso o Canadá assine uma carta de intenção, quatro aeronaves atualmente sendo produzidas para especificações dos EUA poderão ser entregues à Força Aérea Real Canadense em 2015, e o Canadá assinaria o pagamento de caças dentro do lote 9 de produção inicial em baixa cadência (LRIP 9) dois anos depois, conforme o documento vazado. Na semana passada, o Pentágono confirmou que o documento vazado é autêntico. Caso essa entrega de quatro aeronaves se realize em 2015, pilotos canadenses já poderiam ganhar experiência nesse sofisticado caça de quinta geração antes de uma entrega de dúzias de exemplares.
Segundo o jornal, as autoridades canadenses que negaram o negócio disseram que a falta de detalhamentos precisos sobre custos e capacidades não inspirou confiança, e que a Lockheed Martin, fabricante do F-35, não forneceu ao Canadá informações básicas suficientes para adquirir o caça, cujo preço estourou o orçamento e é o mais caro programa de aquisição militar na história dos Estados Unidos. A ausência do caça no evento aéreo de Farnborough (Reino Unido) no meio deste ano, devido a problemas técnicos, só aumentou a cautela do Governo Canadense, segundo uma das autoridades.

FONTE: The Globe and Mail

Nenhum comentário:

Postar um comentário