segunda-feira, 30 de março de 2015

Bombardeio saudita destrói instalação de mísseis no Iêmen

   Desde a última quinta-feira, os bombardeios têm como alvo as tropas rebeldes houthis e  tropas leais ao ex-presidente Ali Abdullah Saleh.

De acordo com moradores locais, os ataques estão concentrados na área ao redor do palácio presidencial. Números divulgados pelo Ministério da Saúde do Iêmen, que atualmente é controlado pelos houthis, contabilizam 35 mortos e 88 feridos no fim de semana.

O bombardeio provocou uma grande explosão em uma instalação de mísseis Scud na capital. De acordo com o General de Brigada saudita Ahmed, todos lança-mísseis foram "devastados" pela campanha aérea.

Todos caças do Iêmen foram destruídos pelos ataques, e os rebeldes foram forçados a deixar as bases aéreas do governo.

Apesar do bombardeio, soldados houthis continuam a avançar. O governo da Arábia Saudita ainda não tomou uma decisão, mas já considera enviar tropas em solo ao Iêmen. "Não sei se alguém quer ia ao Iêmen, mas não descartamos nada. Neste momento, o objetivo está sendo alcançado com a campanha aérea", afirmou o embaixador saudita para os Estados Unidos, Adel al-Jubeir, segundo a Al Arabiya.

De acordo com uma declaração da Liga Árabe no domingo, os bombardeios sauditas continuarão até que os rebeldes "se retirem e entreguem suas armas."

A marinha saudita também já anunciou que já controla todos os portos do Iêmen.

Fonte: Sputnik News

Nenhum comentário:

Postar um comentário