terça-feira, 7 de abril de 2015

PAK-FA pode sofrer cortes significativos ou ser interrompido

  O Vice-ministro russo de Defesa Yuri Borisov, anunciou recentemente que o programa PAK-FA pode ser interrompido ou modificado, devido às péssimas condições da economia da Rússia, afetado pela crise da Ucrânia e da subsequente por sanções da UE.

Inicialmente, a Força Aérea Russa esperava adquirir mais de 150 PAK-FA próxima geração de caças furtivos, com os primeiros a serem entregues aos esquadrões ativos em 2016. Em dezembro de 2014, os planos mudaram para receber os primeiros 55 até 2020.

No entanto, conforme anunciado pela Rússia MoD no mês passado, a produção vai ser desacelerada e a ordem inicial é para corte de 12 jatos: a economia do país se deteriorou e o desenvolvimento e custos crescentes vem persuadido a Força Aérea da Rússia para manter suas grandes frotas de Sukhoi Su-27SM de quarta geração.

Na verdade, o programa PAK-FA parece ser muito caro, por causa do começo problemático do novo caça russo e os problemas associados ao motor do mesmo.

De acordo com o meio de comunicação polonês Altair , a produção deve ser iniciada no próximo ano, e a Força Aérea Russa ira parar a produção após os 12 primeiros exemplares que serão adquiridos para um período de testes operacionais. Isto servira a dois propósitos: em primeiro lugar, permitira o Ministério da Defesa russo planejar a aquisição de Su-30SM e caças Su-35 para eventualmente poupar algum dinheiro. Em segundo lugar, esse período podera ser usado para testar as capacidades operacionais do PAK-FA, e, possivelmente, para se livrar de qualquer um dos problemas que possam surgir durante as operações iniciais.

A Sukhoi planeja vender cerca de 400 caças para a Russia e a Força Aérea da Índia, o que parece estar bem acima da previsão de vendas atual. A Índia reduziu consideravelmente a encomenda de 200 para 130-145, e recentemente houve preocupações relativamente aos custos da sensibilização, atrasos e problemas técnicos na aeronave PAK-FA.

Por: Jacek Siminski
Crédito da imagem: Sukhoi via Airforce.ru

Nenhum comentário:

Postar um comentário