sábado, 11 de julho de 2015

Museu TAM estuda mudança para São Paulo em até 5 anos

Nove anos após a inauguração, o Museu da TAM, em São Carlos (SP), deve ser transferido para outra localidade, provavelmente na região de São Paulo (SP), segundo a diretoria da instituição cultural. O presidente do museu, João Francisco Amaro, esteve reunido na quarta-feira (13) com o Prefeito de São Carlos (SP), Paulo Altomani (PSDB), para explicar os motivos que levaram à intenção de mudança do espaço para uma região com maior população.

“O museu ficou muito grande para São Carlos”, repetiu Amaro por diversas vezes em entrevista ao G1. Ele contou que, no início, o objetivo era ter aproximadamente 30 aviões para que aviadores pudessem pilotar aeronaves antigas e raras, como uma experiência única. Mas, com o passar dos anos, o museu recebeu diversas doações.

“Foi inevitável transformar o museu no que ele é hoje. Tínhamos que abrir para toda a população, pois possuíamos um acervo muito grande e bonito que não poderia ser restrito”, afirmou o presidente.

"A cidade foi ótima para o museu, foi aqui que nos tornamos mundialmente famosos, mas, depois de um tempo, o movimento foi caindo muito e começamos a pensar que é muito ruim deixar todo esse acervo que temos parado, sem que ninguém possa vê-lo. Colocando o museu em algum lugar próximo a São Paulo, a facilidade para que novas pessoas visitem é muito maior", explicou.
Atualmente, são quase 90 aviões expostos, mas o número de visitantes é baixo. De acordo com Amaro, apenas às quartas-feiras, quando a entrada é gratuita, é que a procura é maior e ele visita o espaço.

"Só venho aqui às quartas, pois me dá tristeza quando vejo esse lugar vazio. O pessoal costuma achar caro pagar R$ 25 para entrar, mas na verdade não é. Em São Paulo, é um preço que os visitantes acham aceitável, na verdade. Outro fato é que, por estar em São Carlos, o potencial de público no museu é bem menor, pois são poucas as pessoas que têm disponibilidade de visitar a cidade apenas para conhecer o museu", informou.

Ele defendeu ainda que em um raio de 100 quilômetros a partir de São Carlos (uma distância razoável para um visitante percorrer quando deseja visitar o local) o número de habitantes é muito menor do que na mesma área no caso de São Paulo.

Espaço

Apesar dos planos, ainda não há um local concreto para onde todo o acervo deve ir. Entre as possíveis candidatas, João Amaro mostrou, em seu computador, uma área que está em negociação no aeroporto Campo de Marte, em São Paulo, ao lado do Hospital Militar. Entretanto, por causa da discussão sobre o fim dos voos particulares no aeroporto Campo de Marte, a concessão do espaço está parada.

Amaro espera ter uma autorização para o uso da nova área por 50 anos e a mudança do museu ainda não possui uma data definida, mas, segundo o presidente, deve acontecer entre três e cinco anos.

Por enquanto, não há consenso sobre a nova estrutura do museu, nem como será administrado.

História

O Museu TAM é a maior instituição de companhia aérea voltada para aviação em todo o mundo. O local foi aberto em novembro de 2006 com pouco mais de 30 aeronaves expostas e, no fim de 2008, foi fechado para ampliação.

No dia 12 de junho de 2010, o museu foi inaugurado de forma oficial com 72 aeronaves no acervo e mais de 22 mil metros quadrados. Atualmente, são quase 90 modelos em exposição e mais 30 aguardando o trabalho de restauração. Em 2014, o museu recebeu 110 mil visitantes.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário