terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Azul fará ajuste na frota de jatos Embraer por estagnação do mercado

 O presidente da Azul Linhas Aéreas, Antonoaldo Neves, disse que a companhia precisará fazer um ajuste de capacidade da sua frota de modelos Embraer, composta hoje por 66 unidades do E195 e 22 do modelo 190 para se adequar à estagnação do mercado. “Nós tínhamos nos preparado para crescer 15% neste ano e, na verdade, crescemos 4%. Temos muito mais aeronaves do que precisamos hoje. Estamos tentando ajudar a Embraer a desenvolver outros operadores para seus jatos”, afirmou o executivo nesta manhã, durante cerimônia de entrega do 67º jato E195 pela Embraer, em São José dos Campos (SP).

Segundo o presidente da Azul, o ajuste de capacidade se dará com os modelos mais antigos da frota, o E190, que já iria sair de operação de qualquer jeito nos próximos três anos. “Estamos tentando nos antecipar e ver onde vamos colocar essas aeronaves”, comentou.

Neves garantiu que essa não será uma mudança brusca para a Azul, uma vez que a empresa possui uma frota de 150 aeronaves. “Estamos falando de um ajuste fino, só de capacidade”, completou. Sobre a possibilidade de os E190 irem para a portuguesa TAP, o presidente da Azul disse que ainda é muito cedo para tomar essa decisão, uma vez que David Neeleman acabou de assumir a TAP e as discussões sobre sinergia entre as duas companhias estão apenas começando. Ele comentou, porém, que já teria retirado da frota cinco jatos do modelo E175 e enviado para operadores da Europa.

A Embraer entregou nesta segunda-feira (01/12) para a Azul seu 88º E-Jet. A companhia brasileira é a maior operadora de Embraer 195 em todo o mundo. A Azul também assinou neste ano contrato para um total de 50 jatos E2, da nova geração, que a Embraer começa a entregar a partir de 2020. O contrato foi estimado em US$ 3,2 bilhões.

Fonte: Valor econômico 

Nenhum comentário:

Postar um comentário