segunda-feira, 12 de junho de 2017

A6M Zero restaurado voa novamente sobre o Japão e com um piloto japonês no comando

O Zero voa sobre a Baía de Chiba em Tóquio no dia 3 de junho (Foto: Kotaro Ebara via www.asahi.com).

          Mais de 70 anos após o fim da Segunda Guerra Mundial, um avião de combate Zero voltou a voar nos céus do Japão com um piloto japonês nos controles em 3 de junho. O voo, conduzido por Kazuaki Yanagida de 66 anos, foi uma demonstração especial durante o Red Bull Air Race, de dois dias. Após o fim da Segunda Guerra Mundial, os  Zeros voaram algumas vezes sobre o espaço aéreo japonês. No entanto, todos esses voos foram realizados com pilotos americanos nos controles.

          A aeronave baseia-se nos restos de um naufrágio recuperado de Babo Island na Indonésia por Bruce Fenstermmaker em 1991, juntamente com os hulks de vários outros aviões de guerra japoneses. A sua restauração ocorreu ao longo de muitos anos, começando na Rússia, onde ocorreu a grande refabricação estrutural, e acabou em Mojave, Califórnia, para montagem final e a instalação do seu motor. Pouco sobrou da estrutura original, além do trem de pouso. Este exemplar tem um motor Pratt & Whitney R-1830 em vez do Sakae original.
O A6M3 atualmente no Japão foi fotografado com sua pintura de guerra do filme Pearl Harbor, em Mojave 2006. (foto Alan Wilson).

          O avião Zero é um Modelo 22 fabricado pela Mitsubishi Heavy Industries Ltd. em 1942. Seu proprietário, Masahide Ishizuka de 56 anos, um empreendedor japonês, estava mantendo ele nos Estados Unidos. Há cerca de 10 anos, Ishizuka estava envolvido no Projeto Zero Homecoming, que procurava voar a aeronave no espaço aéreo japonês. "Ao deixá-lo em condições de voo e assim podendo voar em várias partes do Japão, eu quero fazer com que esses voos ofereçam boas oportunidades para pensar sobre a paz", disse Ishizuka.

Por TOSHIYUKI TAKEYA - De um artigo publicado originalmente em www.asahi.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário