terça-feira, 26 de junho de 2018

Martin Šonka vence em cenário deslumbrante no Mundial de Corrida Aérea


        Se o tcheco Martin Šonka pudesse escolher apenas uma etapa para vencer na temporada 2018 do Red Bull Air Race, pode crer que seria a de Budapeste, na Hungria. Primeiro, porque é onde ele está mais próximo de casa (apenas 1h de voo distante da República Tcheca). Depois, pelo significado desta corrida, que é uma das mais belas do ano.


        Neste domingo, 24 de junho, mais de 135 mil pessoas se aglomeraram nas margens do rio Danúbio pra ver os aviões do Red Bull Air Race a mais de 400 km/h. Martin teve um fim de semana perfeito, garantindo a pole position e vencendo um duelo de tirar o fôlego com o francês Mikael Brageot (que aos 30 anos é o piloto mais jovem da Corrida Aérea).


        A diferença de tempos entre os dois na linha de chegada foi de apenas 0s347. Apesar do gosto amargo de ver a vitória escapar depois de chegar tão perto, Mika pôde comemorar seu primeiro pódio no Mundial de Corrida Aérea. Matt Hall terminou na terceira posição, o que lhe garante a liderança do campeonato.

        “É incrível vencer em Budapeste! Posso garantir que tinha uma energia muito boa vindo do público pra dentro do cockpit durante a corrida e não tem lugar melhor do que o alto do pódio. Eu amo estar aqui”, comemorou Martin Šonka. “É a metade da temporada e foi um resultado crucial para me manter próximo aos líderes”.



        Esta foi a primeira vitória de Martin no campeonato de 2018. A próxima etapa do Red Bull Air Race será disputada em Kazan, na Rússia, no dia 26 de agosto.

        Corrida de Budapeste, na Hungria, é uma das mais espetaculares do ano, colocando os aviões pra acelerar por baixo da Ponte das Correntes, bem perto das águas do rio Danúbio.


Nenhum comentário:

Postar um comentário